Amapá Jazz Festival inicia nesta quinta-feira, 20, e terá três dias de música em frente ao Mercado Central

Outubro é o mês esperado pelo público amante da música instrumental, que se reúne para prestigiar o Amapá Jazz Festival, que chega na 14ª edição, em Macapá. O evento faz parte do calendário nacional, e neste ano será realizado em frente ao Mercado Central da cidade. O homenageado é o jornalista e músico amapaense Humberto Moreira. O festival será de 20 a 22, com 14 atrações nacionais e internacionais, aberto para o público. A realização é da Associação dos Músicos do Amapá (AMCAP) sob a coordenação de Finéias Nelluty, e o Governo do Amapá, através da Secretaria de Cultura (SECULT) é o patrocinador.

As atrações deste ano vão de bandas de jazz, passando por coral, cantores de MPB e MPA, unindo gerações de artistas e enaltecendo a fusão musical entre Brasil e França. Do Amapá os convidados deste ano são Grupo Amazon Music, Rudá Monteiro, Venilton Leal, Tacajazz, Big Band Cristã, Deize Pinheiro e Ariel Moura. Do estado do Amazonas participa Ismael Nascimento; de Brasília, Juninho de Souza; do Pará, Kim Freitas; e de Minas Gerais, Toninho Horta. Da Ponte Cultural Internacional, estarão no palco Amajazzon e Grupo Wakerê.

O Amapá Jazz Festival é o resultado do trabalho incansável de artistas amapaense, que tem à frente o multi-instrumentista, arranjador e produtor Finéias Nelluty, que iniciaram um movimento de popularização do estilo para conquistar novas plateias. Restaurantes, bares e eventos culturais foram os primeiros palcos das novas formações musicais, como o Amazon Music, que transformava as quintas-feiras em dia de jazz, reunindo um público amante da música que logo se multiplicou, tornando necessário um evento de porte maior, nascendo assim o Amapá Jazz Festival.

O festival já nasceu ousado, em 2008, e a beira do rio Amazonas recebeu artistas como Artur Maia, Esdras de Souza, Ney Conceição, o moçambicano Ivan Mazuze, Mestre Solano, a guianense Jean Marceline, o francês Pierre-Marrie, o Quarteto Invention e Paulo Flores, foram alguns convidados que já tocaram e cantaram com Enrico Di Miceli, Val Milhomem, Joãozinho Gomes, Brenda Melo, entre outros artistas amazônicos.

Em 2022 o festival reúne artistas que se destacam na música e palcos, gerações e ritmos que prometem três noites de instrumental, cantos e performances. Um dos mais aguardados é o mineiro Toninho Horta, vencedor de grandes festivais de música, fez parte da banda de Elis Regina, e foi parceiro de Dominguinhos, Alaíde Costa, MPB4, Chiquinho do Acordeom e tantos outros. Toninho é personalidade de um dos mais importantes movimentos musicais da MPB, o Clube da Esquina, junto com Milton
Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes, Wagner Tiso, Fernando Brant e Márcio Borges.

Homenagem

Como todos os anos, o Amazon Jazz Festival presta uma homenagem a um artista amapaense, e nesta edição, o jornalista e músico Humberto Moreira recebe as honras. Humberto iniciou sua vida artística ainda na infância, e aos 11 anos se apresentou pela primeira vez como cantor. Na adolescência criou a banda Os Joviais, que animava as tertúlias na sede Dos Escoteiros, e de lá participou de outras formações, como Os Cometas, Milionários, Setentrionais, Brind’s. Oito anos atrás passou formar o Grupo de Chorinho Vou Vivendo, junto Beto Sete Cordas, Lindomar Trindade, Alcimam Lemos, Gabriel Pinheiro, Diego Armando e Lolito do Bandolin, já falecido.

A programação do Amapá Jazz Festival inicia sempre a partir das 18h, em frente ao Mercado Central de Macapá.

Mariléia Maciel