Sessão Pipoca: “Açaí”, vencedor do Festival Nacional Guarnicê

O curta-metragem amapaense “Açaí” é o filme  que está na sessão pipoca de hoje, para homenagear Macapá pelos seus 264 anos, celebrado nesta sexta-feira, 4 de fevereiro. Ele já  conquistou os prêmios de melhor curta-metragem nacional por júri popular e melhor trilha sonora original no 43º Festival Guarnicê de Cinema, um dos mais antigos e importantes do audiovisual brasileiro, realizado pela Universidade Federal do Maranhão. O filme pode ser visto nas plataformas de streaming.

Sinopse do filme Açaí

O curta “Açaí” conta a saga de Dionlenon, um homem de 30 anos que está acostumado com a vida que leva ao lado da mãe, com quem mora numa periferia de Macapá. Ele sai em busca de dois litros de açaí para almoçar, mas não conta com uma viagem tão distante assim.

Ficha Técnica
Direção: André Cantuária
Roteiro: Sandro Romero
Direção de Fotografia: Nildo Costa
Edição/Montagem: Richard Monteiro e Ícaro Reis
Trilha Sonora: Manoel Cordeiro e O Sócia
Desenho de som: Hian Moreira
Elenco: Joca Monteiro, Deize Pinheiro, Rute Xavier, Naldo Martins, Paulo Bastos, Lu de Oliveira, Adalberto Marques, Veerney Nunes, Murillo Mathiel, Dionizio Junior, Kaio Castillo, José Augusto, Neto Montalvão, Laura do Marabaixo, Danu Alcântara, Sarah Aranha, Lucas Souza, Silvana Eduvirgens, Maria Rosa, Mauricio Maciel, Nilton “Biro Biro”, Caique Sampaio, cadela Pantera.

Semam inicia campanha educativa para regularização de batedeiras de açaí

Objetivo é conscientizar pequenos empreendedores sobre descarte de caroços e licenciamento ambiental.

A Prefeitura de Macapá, por intermédio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Postura Urbana (Semam), dá início à semana de conscientização e fiscalização das batedeiras de açaí.

A campanha, que começará na próxima segunda-feira (13) e seguirá até sexta-feira (17), visa sensibilizar os microempreendedores sobre a importância do descarte correto dos caroços de açaí e do licenciamento ambiental para que essas batedeiras funcionem de maneira legalizada.

Segundo o secretário da Semam, Marcelo de Oliveira, a principal finalidade da campanha é levar informação para a população que consome o açaí, mas principalmente os responsáveis pelas vendas.

“Nós nos preocupamos com a legalização do licenciamento nesses locais, mas saber para onde vai o descarte do caroço de açaí é essencial. Estamos encontrando cada vez mais áreas de ressacas sendo aterradas com esses caroços de açaí, o que é um problema ambiental sem precedentes”, comenta o secretário.

Outros serviços

Além disso, a Semam continuará suas atividades de notificação, em ação conjunta com a vigilância sanitária, ao exigir legalmente o estudo do licenciamento ambiental nos principais estabelecimentos da cidade, como farmácias, clínicas, estúdios de tatuagens, clínicas veterinárias e auto boxes.

Prefeitura Municipal de Macapá

http://www.macapa.ap.gov.br