Sessão Pipoca: “Homens de Honra”

 

Baseado em fatos reais, o filme “Homens de Honra” relata a vida de um jovem negro no início  dos anos 40 de origem humilde que gosta muito de mergulhar e se alista na Marinha, para conseguir se tornar um mergulhador, o filme pode ser visto na Netflix, SKY e YouTube. Carl Brashear (Cuba Gooding) não deixa nada atrapalhar o seu caminho. Filho de um agricultor de Kentucky, Carl deixa a casa dos pais em busca de uma vida .

“Nunca desista… seja o melhor!”. Essas foram às palavras de despedida de seu pai, e Carl leva estas palavras dentro do coração. Ingressa na Marinha e deseja tornar-se mergulhador de elite da divisão de busca e resgates. Billy Sunday (Robert DeNiro) oficial da marinha e seu instrutor de treinamento, não quer saber de Carl e nem de suas ambições. Submete-o às piores provas de resistências na tentativa de fazê-lo fracassar e desistir. Com a convivência nasce um respeito mútuo que os levará a lutar juntos para defenderem a honra e protegerem suas vidas. Chegou à função de Mergulhador de Combate Chefe da Marinha dos EUA. Carl foi o primeiro afro-americano a receber tal título.

Claro, Gooding Jr. deve ter se sentido desafiado ao atuar junto a Robert De Niro, em um de seus últimos grandes papéis (infelizmente). De Niro está visceral como o Capitão Sunday e apresenta uma boa química com seu colega de atuação. O personagem é ríspido, as vezes preconceituoso e completamente comprometido com seu trabalho. Porém também acaba encontrando redenção no final de sua jornada. A última cena desse filme apresenta um dos melhores discursos motivacionais da história do cinema. Sério, é de fazer você querer se levantar e cumprir as ordens. Não entendo como De Niro nem ao menos concorreu ao Oscar na categoria de Melhor ator coadjuvante.

Notas da colunista

Homens de Honra é um belo filme, do tipo que conta uma história que te mantém ligado até o fim e que te faz pensar na vida. Um filme que emana esperança, motivação e determinação. Não perca tempo e assista, garanto que será uma excelente experiência.

Já viu o filme? Concorda com a minha opinião? Gostaria de sugerir outras recomendações? Deixe sua opinião aí nos comentários. A Sessão Pipoca  volta semana que vem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.