Mais Visão: Estado inicia cirurgias oftalmológicas nas aldeias Kumenê e do Manga e consultas na aldeia Kumarumã, no Oiapoque

O Governo do Amapá já iniciou as cirurgias oftalmológicas do programa Mais Visão nas comunidades indígenas do município de Oiapoque, no extremo norte do estado.Triagens iniciadas em dezembro de 2021 identificaram que, aproximadamente, 300 habitantes das aldeias Manga e Kumenê necessitam realizar algum procedimento de reparação ocular. Desde 7 de março, 23 moradores da aldeia Kumenê já passaram por intervenções de catarata e pterígio em estruturas cirúrgicas montadas dentro da comunidade indígena. Já na aldeia Kumarumã, as consultas acontecerão nos dias 11, 12 e 13 de março deste ano e as cirurgias estão previstas para acontecerem logo em seguida, nos dias 15 e 16 do mesmo mês, dentro do próprio polo indígena.


“A ação reafirma o compromisso do Governo do Estado em promover a assistência oftalmológica em todo o território amapaense. O serviço agora está contemplando os povos tradicionais do extremo norte do Amapá, que geralmente enfrentam dificuldades de acesso a esse tipo de tratamento”, reforçou o coordenador geral do programa Mais Visão, Jacimone Siqueira.
A ação conta com o auxílio técnico do Núcleo de Saúde do Indígena (Nesi) da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) e do Distrito Sanitário Especial Indígena (Disei).

Programa Mais Visão
A parceria do Governo do Amapá com o Centro de Promoção Humana Frei Daniel de Samarate (Capuchinhos) conta com recursos destinados pelo senador Davi Alcolumbre e Tesouro Estadual.
Em pouco mais de 1 ano e 5 meses, o Mais Visão já realizou 299.501 mil atendimentos, entre consultas, cirurgias e acompanhamento pós-cirúrgico. Entre os procedimentos, foram 39.303 cirurgias de catarata, 20.206 de pterígio, 19 de catarata congênita e 110 vitrectomias.
O programa descentralizou os atendimentos e levou a caravana da saúde para além da capital Macapá. O Mais Visão já levou ações de saúde ao município de Santana, Mazagão, Laranjal do Jari, Vitória do Jari, Amapá, Calçoene, Oiapoque e comunidades indígenas Kumenê e Aldeia do Manga. Para realizar os atendimentos em segurança, foram aplicados mais de 122 mil testes de Covid-19.

Teleatendimento

Todos os contatos disponibilizados são para atendimento via WhatsApp:
• Cirurgias de catarata em Macapá: (96) 98116-0978
• Cirurgias de pterígio em Macapá: (96) 99195-2036
• Cirurgias de catarata e pterígio em Oiapoque: (96) 99185-7813
• Cirurgias de catarata e pterígio em Laranjal do Jari: (96) 99119-0429
A orientação do serviço de oftalmologia é que toda a documentação necessária seja enviada e o usuário aguarde a vez, pois as mensagens são respondidas por ordem de recebimento e se várias mensagens forem enviadas em dias alternados, o usuário do serviço vai parar no final da fila.
Os documentos necessários para atendimento são cartão do SUS e documento de identificação oficial com foto. Os pacientes com idade inferior a 55 anos necessitam de laudo médico e os com idade superior a 55 têm prioridade no atendimento.
Também é possível marcar os procedimentos presencialmente no setor de oftalmologia do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), localizado na Avenida Fab, 69, centro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.