Governo monitora tripulação contaminada com covid-19 em mais um navio estrangeiro

O Governo do Amapá monitora mais um navio estrangeiro ancorado no Rio Amazonas, em Macapá, com pelo menos dois dos 21 tripulantes contaminados pelo novo coronavírus. A informação foi repassada ao Estado nesta segunda-feira, 16, pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).Os tripulantes têm nacionalidade filipina. Um deles veio a óbito no navio; um outro foi encaminhado para atendimento na capital e, após avaliação da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa), seguiu para internação no Centro Covid-HU.

Na terça-feira, 17, equipes da SVS irão ao navio para coletar exames e fazer a análise clínica do estado de saúde dos tripulantes.

Na terça-feira,17, equipes da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS) irão ao navio para coletar exames PT-PCR e fazer a análise clínica e monitoramento do estado de saúde dos tripulantes. Eles ficarão isolados no navio por, ao menos, 14 dias. As amostras dos exames são enviadas para o Instituto Evandro Chagas, em Belém do Pará, para investigações laboratoriais sobre possíveis variantes. O Governo do Estado está em tratativa com a Anvisa e com órgãos ligados às relações internacionais para definir o protocolo quanto ao corpo do estrangeiro que foi a óbito. A SVS também informou o ocorrido para o Ministério da Saúde.

A embarcação tem bandeira do Panamá e veio da Cidade do Cabo, na África do Sul.

Além deste navio, o Estado monitora a embarcação Dalian Mandarian, desde 5 de agosto – 18 dos 21 tripulantes estão com covid-19.
Protocolo e rede estadual

Pelo protocolo estabelecido entre Anvisa e SVS, uma rede de atendimento foi criada para auxiliar pacientes de regiões de fora do estado com suspeita de terem contraído outras variantes do novo coronavírus.
O Centro Covid-HU,referência no atendimento à doença no Amapá. mantido pelo estado, possui uma área de isolamento para as internações onde é preservado o controle de circulação do vírus e a segurança sanitária de servidores e pacientes de outras alas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.