Governo firma convênio com o Hospital de Amor e oferta exames para mulheres

 

O Governo do Amapá e a Fundação Pio XII, responsável por administrar o Hospital de Amor, em Macapá, firmaram, nesta quarta-feira, 22, um convênio que garante atendimento às mulheres amapaenses com exames de PCCU (Papanicolau) e mamografia. O convênio tem duração de 12 meses e garante o custeio, pelo governo amapaense, do Programa de Rastreamento do Câncer de Colo de Útero e de Mama, que oferta os exames, além do funcionamento da unidade, com manutenção do prédio fixo e instituto móvel, recursos humanos, engenharia clínica, exames, farmácia, água, luz, internet, entre outros.

Assinatura do termo de fomento permite o acesso da população aos exames de PCCU e mamografia.

Atualmente, o espaço tem capacidade para realizar 70 exames de PCCU e 60 mamografias diariamente, além de contar com uma carreta que funciona com uma unidade móvel (carreta) permitindo a realização dos exames em outros municípios além da capital.

O secretário de Saúde, Juan Mendes, ressaltou que o Hospital de Amor tem realizado um importante trabalho de rastreamento precoce de câncer de útero e de mama no Amapá, o que contribui para aumentar as chances de cura para os pacientes.

“Além das questões relacionadas aos exames preventivos, também incluímos no termo a modalidade de procedimentos realizados na unidade e que não exigem internação, como de pequenos nódulos de mama e alta frequência de colo uterino”, explicou.

Para agendar o atendimento, basta ir até a unidade localizada na Rodovia Norte/Sul, no bairro Infraero, em Macapá, de segunda a sexta-feira, de 7h as 17h ou entrar em contato através do número (96) 3312-6600, que também é WhatsApp.

É preciso ter em mãos documento de identificação, CPF, cartão do SUS e comprovante de residência.

Pare ter direito aos exames, é necessário que as pacientes tenham entre 25 a 64 anos para realizar o exame de PCCU e entre 40 a 69 para o exame de mamografia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.