Em 90 dias de gestão, governador Clécio Luís aumenta capacidade da UTI do Hospital de Emergências em 150%

A nova UTI 2, localizada no térreo do HE, foi entregue nesta sexta-feira, 31.


Em apenas 90 dias de gestão e muito esforço, o Governo do Estado vem promovendo mudanças na saúde do Amapá. Uma delas ocorreu nesta sexta-feira, 31, com a entrega da nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI 2) do Hospital de Emergências Oswaldo Cruz (HE). O local foi reformado e ampliado, aumentando a capacidade em 150%, passando de 4 para 10 leitos intensivos.


O espaço conta com uma equipe multiprofissional formada por médico, enfermeira, dentista, fisioterapeuta, técnico de enfermagem, além do suporte de nutricionistas, farmacêutico e demais especialistas, a exemplo de cardiologistas, pneumologistas, ortopedistas, e outros.

“Eu trabalho há 40 anos no HE e nunca vi essa estrutura em momento nenhum, está no padrão de hospitais particulares. Eu como profissional de saúde, me sinto muito realizado e feliz em ver isso em tão pouco tempo”, ressaltou o médico ultrassonografista do HE, Ricardo Bravo.

A nova UTI 2, localizada no térreo do HE, conta com banheiros diferenciados para pacientes e equipe técnica, sala de isolamento, de repouso multiprofissional feminino e masculino, sala de expurgo, banheiro acessível e posto de enfermagem.

“Essa é uma grande conquista nesses primeiros 90 dias de gestão, não só para toda a equipe técnica, mas especialmente aos pacientes do HE e a saúde do Amapá. Conseguimos mais que dobrar a capacidade de leitos e garantir conforto, qualidade e suporte técnico para todo o hospital”, enfatizou o governador Clécio Luís.

A unidade possui máquina de hemodiálise e desfibrilador. Cada leito conta com cama elétrica, monitor multiparamétrico, bomba de fusão, ventilador mecânico e aspirador a vácuo.

Os equipamentos, além de acompanhar as funções vitais, auxiliam no controle da frequência cardíaca, administração de medicações e hidratação dos internados, assim como, são essenciais para a assistência a ser prestada ao paciente.

“Antes não tínhamos espaço físico e nem equipamento suficiente para trabalhar e isso dificultava a própria assistência. Agora, além de cada leito ter seu equipamento, teremos espaço para, inclusive, realizar a fisioterapia em condições que possibilitarão a melhora mais gradual dos pacientes”, explicou a responsável técnica da UTI 2, enfermeira Ana Karolina Oliveira.

A obra da nova UTI foi realizada em menos de dois meses de gestão e passou por serviços de ampliação da estrutura física e hidrossanitária, além de novo piso, teto, forro, iluminação, fiação elétrica e construção de espaços inexistentes como a sala de repouso e isolamento.

“Além de espaço e mobiliário completamente novos, esta UTI tem espaços que antes não existiam. Isso é um ganho enorme principalmente aos pacientes que poderão ser assistidos dentro do padrão que preconiza o Ministério da Saúde, ou seja, com todo suporte e segurança necessários”, destacou a secretária de Saúde, Silvana Vedovelli.

Com a entrega da nova UTI 2, a unidade hospitalar contará com 21 leitos de tratamento intensivo, sendo cinco leitos na Sala Vermelha, seis na UTI 1, e dez na UTI 2.

As obras do novo espaço foram realizadas desde a estrutura física até mobília, com recurso financeiro da Secretaria de Saúde (Sesa). A exceção, são as camas elétricas que foram doadas pela Organização Social Ovídio Machado.

Desde o dia 2 de janeiro, o HE está em obras intensas. Já foram reformados 52 espaços, são eles: 14 enfermarias (dos ambulatórios clínicos e do centro cirúrgico), 22 banheiros, 1 sala de medicação, 1 sala de curativos, 1 recepção e 1 sala de coleta laboratório, 1 sala vermelha, 5 repousos das equipes médicas e de enfermagem, 1 triagem, 1 recepção central, consultórios pediátrico (1) e de trauma (1), (1) recepção central e a UTI 2.

Espaços ampliados
A obra contempla também a ampliação de espaços. Dentre eles, a Sala Vermelha passou de 5 para 6 leitos, além de reforma na parte física e elétrica. Assim como, a nova sala de UTI 2 e que passou de 4 a 10 leitos.

Obra atual
As obras atuais se concentram no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) e consultório médico com troca de revestimento, forro, piso, iluminação elétrica e pintura. As próximas etapas contemplam a UTI 1 e sala de estabilização. A previsão do Governo do Estado é entregar a o HE completamente reformado neste primeiro semestre de 2023.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *