Devido à superlotação no HE, Secretaria de Saúde abre 6 novos leitos de UTI

Com a ampliação sobe de 11 para 17 o número de leitos para tratamento intensivo.


Com a superlotação e a chegada constante de pacientes em situação grave no Hospital de Emergência Oswaldo Cruz (HE), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) ampliou a capacidade de atendimento da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) com 6 novos leitos.

Os equipamentos e camas foram montados na quinta-feira, 9, temporariamente na Clínica Cardiológica para uso de pacientes graves, e já estão ocupados por demanda excedente do hospital.

Atualmente, a unidade hospitalar conta com 5 leitos na Sala Vermelha e 6 na UTI 1. Com as novas vagas, serão 17 leitos para tratamento intensivo.

A secretária de Saúde, Silvana Vedovelli, explica que as dificuldades do HE continuam. A atual gestão atua há 70 dias, com ações emergenciais para amenizar os problemas presentes há décadas na unidade.

“Na quinta-feira perdemos uma vida, uma paciente que necessitava de leito na UTI do HE, que estava lotado. Isso nos deixa desolados. Não vamos medir esforços para devolver dignidade para as pessoas que precisam da saúde pública”, reforçou Silvana.

O HE atende pacientes de todo o estado e mais as ilhas vizinhas pertencentes ao Pará. A demanda média é de 15 leitos de UTI, mas varia de acordo com a chegada de novos casos.

Os leitos contam com cama, monitor multiparamétrico, bomba de fusão e ventilador mecânico. Os equipamentos, além de acompanhar as funções vitais dos pacientes, auxiliam no controle da frequência cardíaca, administração de medicações e hidratação dos internados.

O local onde se encontram os novos leitos fica no prédio matriz do HE, em um espaço amplo com central de ar, banheiro e acesso rápido da equipe técnica.

Mais ampliações
Mais 10 novos leitos devem ser entregues após a conclusão da reforma da UTI 2 do Hospital de Emergências. As obras estão avançadas com 70% da estrutura pronta. O espaço recebe novo piso, forro, banheiros, paredes, mobília, leito de isolamento, posto de enfermagem e repouso para a equipe técnica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *