Com 70 dias de nova gestão, Hospital do Emergências já apresenta melhorias na estrutura e atendimento

Medidas emergenciais como tratamento domiciliar, mutirão de cirurgias e obras no prédio já proporcionam mudanças significativas em um cenário que ainda necessita de grandes intervenções.

Com 70 dias de nova gestão, as estratégias implementadas pelo Governo do Amapá no Hospital de Emergências (HE) já resultam em melhorias significativas em um cenário que ainda necessita de grandes intervenções. As obras da nova Unidade de Terapia Intensiva (UTI) já estão 70% concluídas e ações como o mutirão de cirurgias e tratamento domiciliar já proporcionam mudanças. Na tarde deste sábado, 11, não havia pacientes internados nos corredores.

Todas essas ações são medidas emergenciais para amenizar o quadro de superlotação da unidade que, desde a década de 1970, mantém a mesma estrutura sem acompanhar o crescimento da população amapaense, que, neste período, saltou de 116 mil habitantes para mais de 800 mil.

“Já conseguimos fazer pequenas melhorias. Ainda não está ideal, mas todos os dias avançamos um pouco mais com o objetivo de trazer uma melhor assistência aos pacientes de urgência e emergência”, enfatizou a secretária de Estado da Saúde, Silvana Vedovelli.

Nova UTI

O espaço vai aumentar em 40% o número de leitos intensivos no hospital, que passará de 17 para 27. Essa é a maior ampliação de leitos na unidade desde sua criação. Espaço será equipado com painéis modulares, monitor multiparamétrico, bomba de fusão e ventilador mecânico já adquiridos pela Sesa.

Na estrutura atual, são 5 leitos na Sala Vermelha I (térreo), 6 provisórios na Sala Vermelha II (térreo) e 6 na UTI 1 (andar superior).

As obras da nova UTI incluem a reforma e ampliação do antigo espaço de terapia intensiva localizado no lado esquerdo do HE, entre a rua Hildemar Maia e a Av. Mendonça Júnior.

Dentre os serviços já finalizados, estão a reconstrução do piso, novo forro, fiação elétrica e hidráulica, revestimento e pintura das paredes, criação do leito de isolamento, iluminação e colocação dos painéis modulares de UTI.

As próximas etapas integram a finalização dos banheiros, sala de isolamento, posto de enfermagem, repouso médico e colocação de mobília com insumos e correlatos necessários, entre outros serviços.

Estratégias emergenciais

Melhorar a assistência de saúde é uma das prioridades da atual gestão. O governador, Clécio Luís, iniciou o trabalho com a implantação de um gabinete no HE, principal unidade hospitalar do estado.

Desde janeiro, o Governo já implementou o Programa Zera Fila, com mutirões de cirurgias para pacientes do HE, e a Operação Dr. Teles, que mobiliza equipes de profissionais de saúde para atendimento domiciliar, proporcionando a finalização do tratamento na casa do paciente, com todo o acompanhamento necessário.

O prédio também passa por revitalização de ambientes, com melhorias na estrutura, iluminação, pintura, refrigeração e reforma de banheiros. Também houve aquisição de medicamentos e correlatos, além de implementação de novos protocolos para oferecer atendimento mais ágil e humanizado, entre outras ações que refletem em melhor assistência para a população.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *