Comissão Mista Transfronteiriça: governador Clécio Luís assina acordo para implantação de cabo submarino de fibra ótica da Europa ao Amapá

Amapá se tornará o segundo estado do Brasil a ter uma conexão direta com a Europa

Nesta terça-feira, 11, durante a 13ª reunião da Comissão Mista Transfronteiriça Brasil-França, o governador do Amapá, Clécio Luís, assinou um termo de cooperação para implementação de um cabo submarino de internet fibra ótica vindo de Portugal, no continente europeu, proporcionando a todos os municípios do estado, inclusão digital e conexão de alta qualidade. 

“No Brasil inteiro só tem um ponto de chegada de cabo de fibra ótica para a internet, que é em Fortaleza, no Ceará. Toda a internet por fibra ótica entra só por um lugar. Nós seremos o segundo estado a ter essa conexão com a Europa, que vai entrar pela Guiana Francesa, atravessar o Rio Oiapoque, e seguir por todo o estado. Em 30 anos, a cooperação nunca teve uma reunião tão forte, tão objetiva e tão vitoriosa. Hoje é um dia histórico para a cooperação transfronteiriça”, destacou o governador. A iniciativa é desenvolvida pelo Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (Prodap), em parceria com as empresas Norte Telecom, do município de Oiapoque, e Guiacom, da Guiana Francesa. O documento permite a busca dos recursos necessários para o desenvolvimento do projeto. 

“Queremos interligar as infraestruturas de internet do Brasil e da Europa. Além da parte física, o desenvolvimento de uma região se faz com conectividade digital. O cabo submarino irá melhorar a performance e a disponibilidade da rede, ou seja, mesmo se der algum problema, ela retorna com rapidez”, enfatizou o presidente do Prodap, Cirilo Simões. O francês Filip Van Den Bosch possui 15 anos de experiência com integração regional e assinou o acordo junto com as autoridades amapaenses. Engenheiro de telecomunicações na Guiacom, ele reforça que as atividades para inserir o cabo, apesar de difíceis, são possíveis com esforço colaborativo.  

“Estamos trabalhando nisso, para inserir na floresta é difícil, mas nós já avançamos muito e vamos continuar os trabalhos nos dois lados da fronteira para fazer essa interligação”, destacou Van den Bosch. 

Comissão Mista Transfronteiriça

Criada pelo Acordo de Cooperação Franco Brasileiro, a CMT é o principal mecanismo de entendimento entre o Brasil e a França em questões de fronteira. A Comissão é um órgão deliberativo que reúne autoridades e representantes da sociedade francesa e brasileira para debater demandas em diversos eixos, como saúde, educação, meio ambiente, cultura, relações comerciais e diplomáticas.

O encontro sediado no Amapá fortalece a reaproximação entre os dois lados, tendo como um dos principais temas as propostas de mudanças nas regras de visto para brasileiros, especialmente amapaenses, circularem no território francês. Sob coordenação do Governo do Estado, por articulação da Secretaria de Relações Internacionais e Comércio Exterior em parceria com o Itamaraty, a Comissão teve as atividades presenciais retomadas em 2023, após quatro anos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *