Promotoria do Consumidor pede esclarecimentos à empresa Equatorial Energia sobre providências para melhorias nos serviços


O Ministério Público do Amapá (MP-AP), por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor (Prodecon), se reuniu na sexta-feira (2), com as empresas Equatorial Energia e Companhia de Saneamento do Amapá (CSA), na sede do Juizado Especial, zona norte da capital. A reunião foi conduzida pelo titular da Prodecon, promotor de Justiça Luiz Marcos, com o intuito de cobrar melhorias nos serviços de fornecimento de energia prestados no Estado do Amapá.


O encontro contou com a presença do diretor do Juizado Norte e Centro Judiciário de Solução de Conflitos (CEJUSC), juiz Marconi Pimenta, e do diretor-presidente do Grupo Equatorial Energia, Augusto Dantas, que apresentou informações importantes sobre o serviço prestado e esclareceu alguns questionamentos feitos pelo MP-AP.

Um procedimento extrajudicial foi instaurado na Promotoria do Consumidor para apurar as constantes falhas no sistema. No encontro, o representante da concessária explicou as medidas que estão adotando para melhor atender aos consumidores.

Na ocasião, foi solicitado ao diretor-presidente do Grupo o encaminhamento trimestral de relatórios da situação energética do Estado, para dar prosseguimento nos autos e prestar informações à população.

“Essa reunião foi o pontapé inicial para que a empresa mantenha o Ministério Público informado sobre a resolução dos problemas com o fornecimento de energia em nosso Estado. Outras reuniões virão para que possamos chegar em um ponto comum e favorável ao consumidor”, concluiu Luiz Marcos.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *