Procuradora-geral de Justiça, Ivana Cei, visita projeto que apoia pessoas no tratamento contra a dependência de álcool e drogas


Nesta sábado (5), a procuradora-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (MP-AP), Ivana Cei, visitou a “Fazenda Esperança”, projeto de orientação religiosa que atua no apoio de pessoas em tratamento contra a dependência de álcool e outras drogas. O presidente da Assembleia Legislativa do Amapá (Alap), deputado Kaká Barbosa, também estava presente.

Na última quinta-feira (3), em reconhecimento aos serviços prestados à coletividade, Ivana Cei recebeu a “Medalha da Esperança”, entregue por Elpídio Amanajás, embaixador do projeto no Amapá e a administradora=geral, Renata Monteiro. Integram a equipe, ainda, Marcos Bergma, Rômulo e Sérgio Sena, voluntários.

A Fazenda é uma iniciativa da Igreja Católica e, atualmente, conta com mais de 140 unidades, em 23 países. NoFES Estado, tem capacidade para abrigar cerca de 40 pessoas, apenas do sexo masculino. No entanto, a coordenadora informou que – em breve – haverá uma unidade exclusiva para mulheres. Está situada em um área rural, localizada entre Macapá, Santana e Mazagão e o projeto sobrevive recebendo permanentemente doações, desde serviços voluntários, a utensílios domésticos, itens de higiene pessoal, roupas, agasalhos e alimentação.

FESPEERaNo local, os homens que buscam tratamento participam da construção das casas onde ficam hospedados e podem trabalhar em atividades agrícolas e de panificação. Além dos cuidados com o espaço, a rotina inclui momentos de oração, meditação e reflexão. “É preciso cuidar do lado espiritual para vencer qualquer batalha, meus amigos, por isso, não desanimem, pois Deus lhes dará força. Estou emocionada com o que vi aqui e gostaria de parabenizar a todos por esse belíssimo gesto de cuidado e amor ao próximo”, disse a procuradora.

“Os problemas decorrentes da dependência em álcool e drogas podem atingir a qualquer família; todos nós estamosFE suscetíveis. Nesse sentido, é necessário fortalecer a rede de saúde mental, cobrando permanentemente a execução de políticas públicas, além, claro, de reconhecer a importância do trabalho voluntário realizado por instituições religiosas com o propósito de apoiar os que buscam esse apoio”, finalizou Ivana Cei.

No Amapá, a Fazenda Esperança leva o nome do engenheiro Marco Liva, nascido em Milão (Itália), em 1954, foi chefe da construtora que assumiu a presidência da Fundação Marcello Cândia, para dar continuidade ao trabalho dessa instituição de ajuda aos mais pobres no Brasil.

Assessoria de Comunicação do Ministério Público do Amapá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.