Parceria entre senador Davi e Instituto Léo Moura traz escolinhas de futebol para todo o Amapá e atenderá 6 mil crianças

Uma reunião no auditório do Senac Macapá, na última terça-feira (27), com o senador Davi Alcolumbre e os prefeitos dos 16 municípios do Amapá, tratou da chegada do Instituto Léo Moura e o seu programa “Passaporte para a Vitória” no estado.

Vinte escolinhas de futebol, sendo 4 delas em Macapá, 2 em Santana, e uma em cada município do Amapá, irão atender 6 mil crianças, entre 5 e 15 anos, de ambos os sexos, incluindo crianças com autismo leve, por dois anos, com a missão de contribuir para o desenvolvimento socioeducativo de crianças e adolescentes através do esporte.

De imediato, cada escolinha vai contratar 4 profissionais: coordenador, professor de Educação Física, auxiliar técnico e auxiliar administrativo.

“São 80 profissionais contratados. Seis mil alunos, que vão receber chuteira, camisa e short, e toda a didática que o instituto utiliza para a educação pelo esporte”, explica Cadu Veras, diretor de projetos do instituto.

As aulas e os treinos ocorrem no contra turno de cada aluno e serão ministrados nas arenas de grama sintética já inauguradas através de emenda parlamentar do senador Davi. No município onde não houver arena, cabe à prefeitura entrar com a cessão do campo para treino.

O Instituto Léo Moura é uma ONG (organização não governamental) que acredita no futebol como ferramenta de transformação social ao contribuir para a formação geral e integral, melhorando o conjunto de capacidades individuais e coletivas, a forma física, a saúde e a melhora do rendimento escolar.

Um outro aspecto importante, segundo o instituto, é o reflexo das atividades na autoestima dos alunos, bem como o suporte oferecido na relação com a família e a sociedade.

Os recursos para o projeto no estado foram articulados pelo senador Davi Alcolumbre junto ao Ministério da Cidadania.

O ex-jogador Léo Moura, eleito por quatro vezes seguidas o melhor lateral-direito do Campeonato Brasileiro, que fez história com a camisa do Flamengo, clube pelo qual atuou durante 10 anos, explica o que o motivou a idealizar o instituto e o programa “Passaporte para a Vitória”.

“Levar oportunidade a crianças e jovens desse Brasil sempre foi meu maior sonho e nunca desisti, mesmo com as dificuldades que encontrei ao longo dessa caminhada”, diz o ídolo.

O senador Davi Alcolumbre se diz “encantado” com o projeto.

“São aulas de futebol e condicionamento físico, mas, para além de revelar futuros craques, as escolinhas ensinam cidadania, pertencimento, disciplina, organização e foco para os alunos. É um pontapé para a formação de cidadãos. Eu tenho certeza que esse projeto ajudará nossas crianças e jovens amapaenses”, assegura Davi.

 

Assessoria de Imprensa
Davi Alcolumbre

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.