Pesquisadores da Rede SENAI de Inovação apresentam soluções para o Amapá

Em visita técnica realizada ao Amapá e organizada pelo Hub de Inovação do SESI e SENAI, pesquisadores da Rede de Institutos SENAI de Inovação apresentaram soluções para demandas no estado. Especialistas do SESI e SENAI Amapá, do Rio de Janeiro, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais e CNI se reuniram para realizar diagnósticos os diagnósticos das demandas locais.

Na pauta estavam o projeto para a criação de bioasfalto com resíduos florestais para a pavimentação da BR 156. Assim como, a proposta de dessalinização das águas no Arquipélago do Bailique, localizado a 160 quilômetros de Macapá, e desenvolvimento de programas de aceleração para empresas em parceria com a Tucuju Valley e Amapatec.

O gerente Executivo de Operações do SESI SENAI Amapá, Julio Zorzal, explica que o encontro é um momento de discutir soluções efetivas para as demandas. “Estamos aqui com profissionais capacitados e interessados pela inovação e com isso fomentar o crescimento da bioeconomia do estado”, disse.

Para o pesquisador-chefe do Instituto SENAI de Inovação em Química Verde, Antonio Fidalgo, a rede de inovação vai contribuir com a industrialização do estado. “Debatemos assuntos importantes em conjunto com outros especialistas e dessa maneira vamos auxiliar em discussões e projetos para o desenvolvimento industrial sustentável da Amazônia Legal, especialmente do Amapá”, declarou.

Os programas pensados vão atender as tendências de ESG, que reúne as iniciativas de meio-ambiente, responsabilidade social e governança e são propostas para compor um portfólio de soluções do Hub de Inovação do SESI e SENAI Amapá e seus parceiros para a COP30.

Gerência de Comunicação Corporativa SESI/SENAI – AP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *