Dorinaldo Malafaia, da SVS, critica medida do prefeito Furlan que libera de uso de máscaras. “Não é cautelosa”, afirma

 

Em entrevista ao programa Café com Notícia na noite desta terça-feira (22), o superintendente de Vigilância em Saúde do Estado do Amapá (SVS), Dorinaldo Malafaia disse que, a medida que dispensa o uso de máscara em lugar fechado anunciado pelo próprio prefeito de Macapá, Antônio Furlan e documentado através de decreto municipal não é cautelosa.

Superintendente da SVS, Dorinaldo Malafaia

“A medida da prefeitura de Macapá sobre a dispensa do uso de máscara em lugar fechado não é cautelosa.No caso do governo do Estado, nos só vamos reavaliar isso na semana que vem, com o próximo boletim para fecharmos mais uma semana epidemiológica para ter mais segurança e a partir daí tomar mais uma decisão. Mas, por enquanto os órgãos do Estado se mantém usando máscara. Nossa posição é manter o decreto estadual vigente, porque os 14 municípios do estado continuam mantendo”, enfatizou Malafaia.

Malafaia disse ainda que: “pandemia se enfrenta com alinhamento de gestão coordenada com da política de saúde. Se alguém distoa disso pode representar o risco para coletividade”, complementou.

Dorinaldo disse que fez sua avaliação com todo respeito a posição do prefeito, mas deixou claro que discorda do ponto de vista técnico, porque segue com três estruturas que subsidiam para tomar quaisquer decisão, como a Organização Mundial de Saúde ( OMS), Organização Pan-Americana de Saúde e a Fio Cruz. E segundo ele, nenhuma das instituições aponta para a desmobilização da retirarada de máscaras nesse momento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.