Senzalas inicia turnê do show Tambores do Meio do Mundo dia 29, no Largo dos Inocentes

 

O mês de julho encerra com o show Tambores do Meio do Mundo, do Grupo Senzalas, no Largo dos Inocentes, também chamado de Formigueiro, dia 29, a partir das 20h. É o retorno aos palcos em grande estilo de Joãozinho Gomes e Val Milhomem, com repertório musical à base de ritmos do batuque, marabaixo, zouk e cassicó. Senzalas se destaca como uma das formações mais importantes para a cultura amapaense, referência musical, resultado de vivência, talento, valorização e pesquisa sobre os costumes e cultura tradicionais.

Este é o primeiro show de uma turnê de seis apresentações que irão acontecer no decorrer do segundo semestre deste ano. Os shows Tambores do Meio do Mundo são patrocinados com recursos destinados à cultura pelo Governo do Estado do Amapá (GEA), e o projeto é de autoria da Associação de Músicos do Amapá (AMCAP). Após esta primeira apresentação, os próximos shows estão confirmados para os dias 2 e 30 de setembro, 28 de outubro e 2 e 30 de dezembro. Neste primeiro show, Senzalas irá dividir os aplausos com Brenda Melo, Grupo de Marabaixo do Laguinho e Banda Afro Brasil.

O grupo Senzalas reflete com requinte, movimento e inovação as tradições culturais do Amapá. Esta página da música popular amapaense começou a ser desenhada com a ousadia de Joãozinho Gomes, Val Milhomem e Zé Miguel, que percorreram o estado em busca de uma linguagem que traduzisse as riquezas preservadas nas comunidades tradicionais para o mundo.

Esta incursão musical aconteceu em meados dos anos 90, e o resultado foi o disco Planeta Amapari (1996), que influenciou a criação do álbum Dança das Senzalas, em 1997. Este disco, por seu significado intrinsecamente relacionado ao projeto, deu origem ao Grupo Senzalas, ao qual se juntou o intérprete e compositor Amadeu Cavalcante e sem a presença de Zé Miguel, que iniciava a carreira independente.

Tambores do Meio do Mundo é o segundo disco do Grupo Senzalas. Lançado em 2011, o sucesso do disco o impulsionou do conceito regional para a notoriedade nacional e internacional. O disco sintetiza sons dançantes e a mistura de marabaixo, batuque, zouk, reggae, cassicó e carimbó, conquistou plateias e lotou os shows no eixo Rio/São Paulo, e o desembarque em terras estrangeiras não demorou, a obra foi traduzida para inglês, francês e alemão, e uma apresentação emblemática aconteceu em Berlim, na Alemanha.

O show Tambores do Meio do Mundo é um reencontro com a identidade musical tucuju e com estes artistas que ajudaram a consolidar as tradições amapaenses através da música. O Largo dos Inocentes, palco do show, está localizado no Centro Histórico de Macapá, é reduto da boemia, tem tradição em eventos culturais e berço de importantes movimentos, como Banzé do Formigueiro e eventos da Confraria Tucuju, como o aniversário da cidade de Macapá.

Marileia Maciel

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.