Projeto Samaúma das Palavras marca reabertura de visitações escolares no Museu Sacaca

 

 

O Museu Sacaca reabriu as portas para visitações escolares na última semana. O que marcou o reinício das atividades foi aniversário do projeto Samaúma das Palavras, que incentiva a leitura e promove manifestações artísticas no espaço. A programação reuniu aproximadamente 40 alunos de uma escola da rede particular de ensino.

As visitas escolares estiveram suspensas por cerca de um ano e seis meses. A reabertura contou com aproximadamente 40 alunos participando de atividades no espaço.

Para que a atividade voltasse a ocorrer foi montado um protocolo sanitário e as crianças foram divididas em várias equipes de no máximo cinco alunos.

“Após praticamente um ano e seis meses voltamos a ter uma escola participando de um evento aqui no museu, mas seguindo todo o cuidado necessário devido a covid-19. Esperamos poder continuar com essas programações”, destacou a coordenadora do Museu, Eliane Oliveira.

 

Durante a programação as crianças visitaram os ambientes do Museu Sacaca e participaram das atividades como contação de histórias infantis, jogos de tabuleiros e leitura de contos em quadrinhos.

“A volta desse espaço para visitação de estudantes é importantíssima, pois, nesse momento difícil que passamos poder mostrar às crianças um ambiente diferente traz descontração e um aprendizado maior para os nossos alunos”, declarou a coordenadora escolar, Maria Conceição.

Para alavancar as atividades dentro do Museu Sacaca, a coordenação já prepara os últimos detalhes para realizar na segunda quinzena deste mês o evento Primavera dos Museus.

Projeto Samaúma das Palavras

É um programa que reúne diversas atividades literárias com contação de histórias e apresentação de contos, como “A Lenda da Samaúma”. As ações do espaço ainda reúnem exercícios lúdicos e de incentivo à leitura.

O Governo do Amapá, a partir de 2019, investiu na estruturação, tanto do projeto, quanto de um espaço adequado à recepção dos visitantes e que estivesse totalmente integrado ao ambiente. Anteriormente o espaço era um trailer, mas que estava parado e era totalmente descaracterizado do ambiente natural do museu.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.