Escritora amapaense Raquel Braga lança dois livros na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

 

A escritora amapaense Raquel Braga estará, nos dias 08 e 09 de julho, na 26ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo, lançando seus livros “Divagações” e “Os Estatutos do Homem Pós- pandemia”.

Raquel é poeta, contista e cronista, membro da Associação Literária do Estado do Amapá (Alieap), da Rede de Escritoras Brasileiras (Rebra) e da Federação Brasileira dos Acadêmicos das Ciências, Letras e Artes (Febacla), onde ocupa a Cadeira de número 96, cujo patrono é Oscar Niemeyer.

Divagações é o primeiro livro solo da autora. Já os estatutos do homem pós- pandemia foi publicado em 2020, baseado no poema “Os Estatutos do Homem”, de Thiago de Mello.

“Participar de uma Bienal ao lado de grandes autores é, sem dúvida, um momento de realização para um escritor. Na ocasião, estarei apresentando ao público meus dois trabalhos solo. “Divagações” é um livro pelo qual sou apaixonada, porque o considero uma bela viagem pelo universo feminino, onde tantos sentimentos que habitam a alma da mulher vêm à tona. Em Os Estatutos do Homem Pós- pandemia, o leitor desfruta de uma literatura mais engajada, que retrata a triste realidade vivida pela humanidade diante da pandemia da Covid-19″, explica a autora.

Considerada o maior palco de encontros das melhores editoras, a Bienal Internacional do Livro de São Paulo, este ano, retornou de modo presencial e vem superando a expectativa da organização do evento, que esperava a venda de 600 mil ingressos, mas já ultrapassou 1 milhão de entradas vendidas.

Raquel Braga

Iniciou sua trajetória como escritora em 2013, quando participou da coletânea Poetas na Linha Imaginária. Depois participou das coletâneas Poesia na Boca do Rio (2015), Quinze dedos de prosa (2015), e Poemas, poesias e outras rimas (2017).

No ano de 2021 a autora esteve presente nas antologias: Cronistas na Linha do Equador; Literatura Amapaense – Poemas Escolhidos; 16 Sonetistas do Amapá; 61 Cronistas do Amapá; Pequenos Poemas – 50 Poetas; Pandemia: Conto, Crônica e Poesia; e Memórias de Um Apagão.

Em 2021, fez parte da antologia Esboços da Alma, da Scortecci Editora, e, em 2022, da antologia. A Reinauguração da Vida, idealizada e organizada pela Rebra.

  • Parabéns Raquel. Deus abençoe o seu talento e você possa progrefir cada vez mais. Sucesso. Grande abraço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.