Volta para o mar

Soube que o senador Geovani Borges estaria entrando com recursos para protelar a posse de João Capiberibe e permanecer na cadeira de senador. Os jornais locais dizem que está só começando uma grande briga jurídica.

Mas, como assim, Bial? Quantos votos o Geovani Borges teve?

  • decisao judicial nao se discute se cumpre creio eu que esses recurso do senador gilvam nao vai surtir efeito nenhum ate oprque a lei da ficha limpa nao foi aprovada.

  • Esse tal de Geovani Borges é uma múmia, o cara está mais ultrapassado politicamente que o Azevedo Costa.

  • Quem é esse cidadao (Geovene Borges) que eu nao conheço. isso so pode ser piada, mais como no Brasil as coisas acontecem de forma estranha e a corrupição impera eu nao me assusto caso essa demora aconteça, no entanto a decisao é do Supremo ai o “buraco” e mais embaixo.

  • Não sou um entendedor de Leis, mas sou um mero trabalhador, mas pelo o que vejo não tem mais pra onde recorrer dessa decisão, a vaga é do Nosso Senador João Caipberibe, conquistada nos votos, nas urnas, O POVO JÁ DECIDIU. A Pergunta é a Seguinte. Vão inventar mais alguma história pra querer prejudicar o Nosso Senador?? – Sucesso pro senhor Senador Capi o Povo do Amapá Merece Homens bons como o Senhor – Amém – NANA REIS & ALEX LEÃO

  • Esses Borges são criativos. Um licenciou-se, mas continua recebendo integralmente seu subsídio. Outro assumiu e também recebe o subsídio por está exercendo as funções de Senador. Certamente, essa turma deverá impetrar os mais diversos recursos, inclusive agravaram do despacho do Relator que determinou a expedição de ofício. Pasmem Senhores do caráter protelatório. Tenho certeza que o Ilustre Relator irá enfrentar a preliminar acerca do ex-prefeito de Santana Geovanni Borges não possuir legitimidade ativa “ad causam”, face a sua condição de suplente. Imagine o tumulto processual e o caráter protelatório causados se eventuais recursos do suplente forem admitidos. Assim, confiaremos na douta sabedoria do Relator.

  • A caminhada até Santiago de Compostela vai ser pouca para que o pseudo-senador Gilvan Borges consiga manter-se no cargo eletivo. A questão já está totalmente definida pelo Supremo Tribunal Federal, conforme julgamento pela não aplicação da Lei da Ficha Limpa às Eleições de 2010. Assim, o agravo é meramente protelatório, embora previsto na legislação processual. Caso julgado improcedente – que será o único resultado possível neste caso – o agravante estará sujeito a multa em favor do agravado.

  • O ficha suja Capiberibe assumindo agora ou nao, é nada em relação ao que o “Excelentissimo” ministro Fux fez, assassinando uma Lei das mais modernas do mundo, e, assim permitindo que todos os fichas sujas assumam novos mandatos e nunca deixem de aumentar a relação de crimes que sempre praticaram! Viva o Capi, viva o Jáder Barbalho! Viva o Cássio Cunha Lima! Só limpeza!!!!

  • A ministra Ellem Grace sairá do STF, mas votou pela validade do ficha limpa. Voto vencido. SE, por acaso, o Gil da van conseguisse fazer com que novamente o plenário votasse o ficha limpa (muito difícil)ainda assim perderia. Resta o lamúrio e “momentos de guerra e pessimismo” com zoiudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *