Viagens e Sabores

*Helenilson Fonseca. Viajante, professor de francês e colunista de viagem do blog 

Ainda sobre sabores

Planteur

O melhor café que já tomei , foi da marca Juan Valdez numa ilha caribenha maravilhosa chamada San Andres. Mas esse café é famoso em toda a Colômbia e fora dela.
Na França ( eu tenho que falar da FR) serve-se uma sobremesa chamada Café gourmand, que é um cafezinho acompanhado de guloseimas em miniaturas.

Café Gourmand

Café pra mim ,na minha cidade, acompanhado de pupunha não tem melhor.
Na Guiana Francesa e nas antilhas , tão logo a gente se acomoda na mesa do restaurante, chega uma porção de bolinhos de bacalhau, não igual aos nossos no formato, à que dão o nome de amuse bouche ou amuse goeule ( mais ou menos ‘’ distração pra boca ‘’) que serve pra dar uma animada enquanto a gente olha o cardápio e decide ( é gratuito). Alguns restaurantes também já nos recebem com um drink gratuito.
Em Salinas PA , em algumas barracas de praia servem uma sopinha de caranguejo que não tem nada parecido no mundo, uma delicia. Na capital paraense tem dois locais icônicos que merecem estrelas do Guia Michelin : um tacacá na Vileta e um caranguejo na Travessa da Estrella, my god !


No Pelourinho eu provei e gostei de um suco de coco com limão, nunca imaginei essa combinação, é bem legal.
E os doces portugueses? Os travesseiros de Sintra, os Pastéis de Belém… como eles dizem, é de comer rezando !
Comer bem é um investimento em felicidade, e eu sempre digo : Ninguém vai ao restaurante somente pra matar a fome, vai-se para sentir o prazer em ser bem servido como um rei . É essa a proposta dos restaurantes , servir como se serve um rei . Vamos ser francos, afinal, aquele dinheiro que está dentro do bolso do cliente tem que passar pra dentro da gaveta do caixa e pra isso o serviço tem que ser nota dez.
Não obrigatoriamente o lugar deve ser luxuoso , mas tem que ter um diferencial.
Os sabores marcam a nossa memória, os americanos chamam isso de Comfort food . É aquele bolo que só a sua tia sabia fazer, aquele cheiro de frango que lembra a casa da vó . A minha mãe fazia uma macarronada que ia ao forno e que ninguém mais no mundo faz , e as balas de coco também.
Todos temos uma lembrança gustativa, um cheiro de comida na memória ou um prato que lembra um lugar , um momento, alguém.
Comer é uma benção, é um dos melhores prazeres da vida, não é à toa que ‘’ comemorar ‘’ é escrito assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *