UTI aérea suspende contrato com o estado

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesa) foi informada que a empresa de UTI aérea decidiu suspender por conta própria o contrato de transporte de pacientes para outros estados com a alegação de falta de pagamento.

 

Os débitos seriam referentes a 2013 e 2014, e não de 2015, quando “o atual governo” renovou. A secretária Renilda Costa informou que vai tomar medidas contra a empresa através da Procuradoria Geral do Estado e que apenas dezembro está com o pagamento pendente, mas com previsão de desembolso em breve.

O serviço deve ser retomado com outra empresa, através de contrato emergencial.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *