Um belo Orçamento

Por Sérgio La-Rocque*

O Brasil, em especial o povo do Amapá, na manhã de 10 de setembro, acordou estupefato com a mega operação realizada na capital denominada Mãos Limpas, que envolveu 600 policiais federais, 60 servidores da Receita Federal e 30 da Controladoria Geral da União e prendeu diversas autoridades, personalidades e empresários do estado, entre os quais o ex-governador Waldez Góes, o atual governador Pedro Paulo Dias, o presidente do Tribunal de Contas, Júlio Miranda, além de ações coercitivas contra o presidente da Assembléia Legislativa, Jorge Amanajás e o prefeito da Capital, Roberto Góes.

Os presos foram acusados de envolvimento no desvio de dinheiro público, cujos valores no âmbito do Poder Executivo, conforme as investigações da CGE, ultrapassam R$ 800 milhões.

Tal acontecimento, de natureza extremamente grave, que envergonha a todos, traz à baila dentro do presente processo eleitoral a discussão sobre o Orçamento Público estadual e sua gestão pelos governantes.

Antes de tudo é preciso que a população saiba que o Amapá possui um dos melhores Orçamentos do país, algo em torno de R$ 3.980,00 por habitante ano. É muito dinheiro!

Para se ter uma idéia desta magnitude, os três estados mais “ricos” da Federação; São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, possuem orçamentos per captas de R$ 2.448,00, R$ 2.975,00 e R$ 2.050,00 respectivamente.

Na Região Sul, o estado do Paraná apresenta R$ 2.448,00 e Rio Grande do Sul, R$ 2.541,00.

No Nordeste, o estado da Bahia possui R$ 1.623,00 e o Ceará, R$ 1.529,00.

No caso da Região Norte, nosso Orçamento por habitante ano só fica atrás do campeão Acre, com R$ 5. 217,00, mas muito superior, mais do que o dobro, ao do vizinho estado do Pará, com R$ 1.487,00. Temos ainda o Amazonas com R$ 2.470, Rondônia, com R$ 3.312,00 e Roraima, com R$ 3.938,00.

Como se vê, o Amapá ocupa uma posição privilegiada.  Bem ao contrário do que se propaga, não é um estado pobre. Tal afirmação não se sustenta pelas evidências.

Tem um belo Orçamento Público. Que, bem gerido e em boas mãos, possibilita, no médio prazo, transformá-lo “num brinco”.

O momento é propício para uma profunda reflexão sobre o assunto. Uma grande repactuação, em torno deste Orçamento entre os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário precisa ser construída. Tal tarefa, por ter a chave do cofre, caberá ao novo governante que será escolhido pelo povo do Amapá nas próximas eleições.

Assim, está nas mãos do povo amapaense a decisão para se construir um novo tempo no Estado e para o estado.

*Sérgio La-Rocque é engenheiro químico/MBA, ex-presidente da CAESA e atualmente diretor de expansão e tecnologia da Cosanpa/Pa.

  • Sr. Sérgio La-Rocque, parabéns por sua explicação minuciosa.
    Mas, enquanto nós tivermos políticos insensatos, e com a maioria do povo sem compromisso com o futuro dessas plagas; continuaremos à mendigar…

  • QUE FONTE DE INFORMAÇAO!OBRIGADA POR TER SABIDO DE MAIS ESTA!PENA QUE NAO VEMOS NEM A COR DESTE BELO ORÇAMENTO.QUANTO MAIS OS INVESTIMENTO DOS MESMO!FICO TRISTE EM SABER TAMBEM QUE DESDE DE QUANDO O HOSPITAL GERAL FOI CRIADO HA DECADAS ATRAS PRO JANARI NUNES,ATE HOJE NEM UM NOVO LEITO SEQUER FOI ACRESCENTADO ALI!OS DADOS DO AMAPA SAO IMPRESSIONANTE DE TODOS OS LADOS!!!E A POPULAÇO CRESCE A CADA DIA!FICO CHOCADA!

  • Você citou o estado do Paraná. Muito bem lembrado. É bom lembrar que o estado do Paraná é a quinta maior economia do país. É um dos estados que menos recebe verbas federais.
    E Curitiba é uma das poucas (talvez seja a única no Brasil) cidades auto-sustentáveis no mundo.

    PS 1: Sou amapaense e moro aqui há 8 meses.

    PS 2: O vovô Artur era muito amigo do Tio Alci Araújo. 🙂

  • Lene, me poupe mas esse cara não pode falar sobre novo tempo. Seu da sua capacidade técnica e até política. Porém foi na sua gestão na CAESA que ele se prestou a fazer uma das amores crueldades com a população do Amapá. Para reeleger o Capi em 98 inaugurou um monte de caixa d’água pela cidade que até hoje não funcionam. Expandiu redes de esgoto que até hoje não foram usadas. Houve unauguração de caixa que só funcionou nos dias antes da eleição e até hoje nao deram água. Na Zina Norte foi assim. Agora que o Governo vai concluir a rede de ligação, pois toda a tubulação que foi colocada teve que ser substituida. Essa denuncia está trsmitando no TCU.

  • VOTE NAQUILO QUE VOCÊ ACREDITA.
    O voto é a única arma que não precisa de porte só de titulo de eleitor e de um documento com foto no dia 03 de outubro, (esta arma e poderosa desde que você tenha princípios e acredita neles acredite em seus princípios na hora de votar, se você acredita no cândido que é a favor da pena de morte VOTE NELE, se você acredita no candidato que é favor do casamento gay VOTE NELE, se você acredita no candidato a favor da legalização das drogas VOTE NELE, se você acredita no candidato a favor do aborto VOTE NELE, se você acredita no candidato que rouba o desculpe rouba fica muito pesado DESVIA dinheiro publico para enriquecimento ilícito VOTE NELE, se você acredita no candidato que diz que a educação vai bem VOTE NELE, se você acredita no candidato que diz que a saúde publica vai bem VOTE NELE, se você acredita no candidato que diz que a segurança publica vai bem VOTE NELE, se você acredita no candidato cara de pau VOTE NELE. Mas depois não fique com a consciência pesada quando seu filho precisar de uma educação publica com qualidade, atendimento de saúde publica de qualidade, quando você precisar de segurança publica de qualidade, quando você precisar de transporte publico de qualidade, posto de saúde com qualidade, delegacias com qualidade, iluminação publica de qualidade, hospitais com qualidade, energia de qualidade, água de qualidade, justiça com qualidade, políticos honestos, porque depois não adianta chorar. Mas quando você perde um filho, pai, mãe, parente ou amigo por falta de saúde, segurança, educação, etc., ou qualquer questionamento citados ai já é muito tarde e triste PENSE NISTO.
    MAS PRINCIPALMENTE, INICIE O PROCESSO DE MUDANÇA POR VOCÊ. ESSA É A MAIOR DE TODAS AS REVOLUÇÕES POSSÍVEIS.

  • PARABENS pela matéria. Os amapaenses deviam ter acesso a esses dados. Algum jornalista poderia levar ao conhecimento pa populaçao amapaense, antes das eleiçoes. PARABENS!!!

  • Meu Amigo La-Rocque,

    o Amapá, terra sem lei, encontra-se nessa condição por abrir mão de profissionais experientes como você, fazendo permuta de serviços essenciais para atender interesses políticos.

    Um abraço.

    Jean Ferreira.

  • Caro La-Roque, admiro-o e os seus comentários, principalmente quando não deixa imporem-lhe suas autoridades musicais, se é que relembra desta discussão com o Zé Miguel em minha casa. Um abraço.Marcão, Belém/PA.
    PS:Aproveito o espaço para cumprimentar o Blog pelo excelente conteúdo, acompanho-o sempre que possível, quase que diariamente. Parabéns.

  • Clareza e objetividade num tema tão pouco discutido pela sociedade marcam a explanação do Sérgio De La-Rocque. Parabéns pelo texto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *