Toma essa merenda: Novo aeroporto Internacional de Macapá pode inaugurar com dois voos a menos

 

O Modal de transporte aéreo irá ganhar uma nova e moderna estrutura nos próximos meses, o novo aeroporto internacional de Macapá. Mas as estatísticas do setor aéreo amapaense vem intrigando e preocupando profissionais e empresários do turismo. É o que apontam os sistemas de reservas de passagens para a partir do mês de abril.

Foto: Abav

Segundo a presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens no Amapá – Abav/AP, Socorro Pereira, um dos voos que pode deixar de ser operado é o que faz o trecho de Macapá direto para Brasília. “A configuração geográfica do Amapá enquanto ‘estado ilha’ necessita de atenção dos poderes”. Ressaltou.

Apesar da alta ocupação dos assentos das aeronaves que pousam e decolam do Amapá, o custo operacional devido a alta tributação do combustível de aeronave tem diminuído o interesse das companhias aéreas em realizar operações no estado, afirma o turismólogo Sandro Belo, pesquisador do setor. “A aviação comercial é um gênero de primeira necessidade para o desenvolvimento de uma região.”

ASSCOM: ABAV

  • A questão da alíquota alta embutida no combustível de aviação vêm desde os primórdios do governo atual que no passado fez alteração para mais enquanto o Estado do Pará fez para menos.

    Assim caminha a humanidade amapaense.

  • Alteração da alíquota do combustível de aviação para menos…poderia ser um incentivo as empresas aéreas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *