Tenso

A sociedade e os poderes estão mudando. Um exemplo é o pedido de prisão, feito ontem pelo MPF, que pode fazer com que políticos importantes do Brasil passem o Natal na cadeia. Quem diria!

Mas parece que alguns vereadores de Macapá ainda não perceberam que país está mudando e que a sociedade está exigindo novas práticas políticas.

A disputa para eleição para a nova mesa diretora da Câmara de Vereadores tem sido marcada por práticas nada republicanas: ameaças, chantagem, dinheiro, e até a manipulação da Lei Orçamentária Anual-LOA, que saiu de pauta de votação na segunda-feira, a pedido do vereador não reeleito Aldrin, líder governo municipal do PDT na câmara.

A baixaria está tão grande, que vereadores não reeleitos pela população, mas que participam das “negociações” para a eleição da mesa da Câmara, já fizeram ameaças ao presidente, Rilton Amanajás.

  • Vereador não reeleito, lider de um governo não reeleito, dispõe a seu bel prazer sobre os interesses da população macapaense. “Que tu diz?”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *