Surrupiada do bombado site do Corrêa Neto

A agência Revolution, do publicitário Walter Júnior, ganhou a licitação, e vai controlar a conta de publicidade do governo do Estado. O prazo para recursos se esgota na segunda-feira, e até sexta da semana passada, nenhuma das agências que concorreram, a Criação e a M2, havia recorrido.

  • O mesmo que disse no blog da Alcinéa que já tinha feito uma armação quando trabalhou em Belém?! Bela imagem o GEA está levando, um publicitário que admite publicamente fazer armações. Amapá é surreal. Já começará com tudo a publicidade do GEA…

      • Não fui leviano, o texto em que você diz que produziu foto similar a que foi postada (um carro de polícia sendo empurrado na beira rio) foi seu argumento de defesa:O publicitário Walter Junior alfinetou: “Boa foto! Parece casual, né? Bem dirigida. Já fiz uma dessas numa campanha eleitoral em Belém.” o comentário que está públicado em um post da Alcinéa, e você postou no tt. http://www.alcinea.com/sem-categoria/retrato-da-seguranca-publica

        Responderei qualquer outra acusação de leviano com fatos perante as citações que me chegarem via poder judiciário. Não me amedontro diante da verdade, e nunca fui leviano, a prova maior é não fazer a menor questão de perder tempo te acionando judicialmente por me chamar de leviano, mesmo diante da inverdade. Leviano é uma acusação. Enfim, tome as medidas. É ratifique o fato. Caso queira meu endereço para facilitar, solicite para Alcilene que envio o endereço para citação. Sem o menor sentimento culpa, sou pela legalidade e veracidade. Não sou leviano e não preciso provar isso, é o que me difere.

        Alcilene se ocorrer seguimento no caso, é uma satisfação esclarecer a verdade. Também acho que deve acompanhar, sou modesto, estou só oferecendo sugestão de pauta. Não é da minha natureza gerar polêmica inútil, mas se a outra parte faz questão, sem problemas.

      • Vale lembrar que o direito de não achar que um profissional é bom pelo produto é liberdade intelectual.

        Seu posicionamento naquela ocasião me fez ver como consumidor, um direito constitucional. Não é mentira, você fez a declaração, e não acho que um profissional que pretende cuidar da imagem institucional deva ter o seu perfil. Ahhhhh vale também lembrar, eu e todos os outros contribuintes pagaremos seus serviços de publicidade, portanto, na minha visão não é o perfil que me agradaria. Estou argumentando sem emoção e vaidade, é uma opnião técnica com base na administração da gestão de RH, ou seja, é ciência. A sua atitude não condiz com a proposta de publicidade, truques são diferente de estratégias. Nada contra você, nem o conheço, mas profissionalmente não me agrada sua postura diante do que escreveu no ocorrido.

  • Não que eu tenha algum argumento contra este certame, mas não é muito suspeito que a empresa de Walter Júnior, – que trabalhou incessantemente na campanha de Camilo Capiberibe – tenha ganho essa licitação?

    Alguns questionamentos:

    – Não há indício neste caso de direcionamento?
    – Houve realmente lisura no processo?
    – De quanto é o recurso para esta conta? – Por que será que as outras empresas não concorreram numa conta de publicidade tão lucrativa como esta do GEA?
    -Alguém pode me responder?

    P.S. admiro muito o trabalho e competencia de Walter Jr.

  • O Walter Junior que eu conheço é muito bom no que faz. E o conheço desde os tempos do Colégio Amapaense. Nesse cenário de escrotice politica a competencia sempre será colocada em xeque? Cacete do patrulhamento!

  • Eu sou leviano?

    http://www.alcinea.com/sem-categoria/retrato-da-seguranca-publica

    Ousadia me acusar de leviano por achar você inapto ao serviço de publicidade do governo, que em tese deve primar pela ética e boa conduta profissional. Saiba bem a quem dirige acusação, e tenha base e bom senso. Mas conforme disse, profissionalmente não acho que você teria competência para fechar uma argumentação pautada em coerência, mas qualquer magistrado é suficientemente capaz de entender algo tão sem complexidade. Estou esperando suas medidas e repito, não vou executar judicialmente por algo tão inútil, sei que não sou leviano, isso me basta!

    Segue o trecho:

    O publicitário Walter Junior alfinetou: “Boa foto! Parece casual, né? Bem dirigida. Já fiz uma dessas numa campanha eleitoral em Belém.” A alfinetada – que tinha como alvo o jornalista Silvio Souza – acabou ferindo policiais civis, que retrucaram pedindo respeito.
    Servidora da Secretaria de Segurança Pública, onde exerce o cargo de assessora de comunicação desde 2009, a jornalista Kelly Tork respondeu ao publicitário: “Sinto-me extremamente ofendida com seu comentário, estou certa de que nenhum policial civil se prestaria a isso.” Aos “faladores de plantão” ela pediu: “tenham respeito com essas pessoas que buscam dar o melhor de si por suas instituições.” Kelly Tork ressaltou que os servidores públicos concursados não estão a serviço de Governo A ou B, mas da sociedade. “Eles passam, nós ficamos.”

  • o Walter Jr me ajudou muito quando estudava em Belém ele era chefe de gabinete do Messias na Tv Cultura me posssibilitou acesso a midia paraense e depois quando o mesmo estava na TV lIberal sempre foi cortes elegante e profissional comigo e com amigos da música instrumental que estavam precisando de uma a força no quisito midia, acho um grande profissioal joga com as armas que tem mais como a comunicãção do GEA tem volumes de dinheiro assuntuosos haja briga por uma fatia deste bolo, aonde tem dinheiro tem briga isto é em qualquer lugar do mundo. O Walter Jr tem equilibrio e capacidade pra ter estar a frente da comunicação ele trabalhou muito e merece esta dadiva..politica é isto mano…me ajuda que eu te ajudo..vai lá parceiro agora é com vc mano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *