Sociedade quer providências contra quem perturba o sossego

Veja o protesto da leitora, protesto esse, que o blog apoia integralmente, e pede providências das autoridades competentes contra esse costume brega,  ridículo e egoísta, de se ouvir som alto em qualquer canto. e a qualquer hora na cidade de Macapá.

“Prendam-me! Não consigo viver nessa bagunça e nessa barulheira que se
tornou minha cidade. Não aceito isso! Sou uma cidadã honesta que paga
seus empregados, seus IPTUs, sua conta de luz e telefone em dias e
apresenta suas declarações de renda infalivelmente. Quero dormir
tranquilamente sem ser acordada no meio da noite pelo estrondo dos
sons das caixas de música que esses irresponsáveis colocam em seus
carros. Não vejo ninguém proibir a instalação dessas pragas nos
veículos, assim como não vejo ninguém retirar das ruas esses
tresloucados assassinos do silêncio. Quero ser presa, porque, como
cidadã de bem não posso exercer meu sagrado direito de descanso na
minha própria casa e quero deixar a liberdade para eles, os
bagunceiros, porque a impressão que temos é que são eles que mandam na
cidade.

Sábado, anteontem, tinha um homem maduro num FIAT vermelho com a mala
de seu veículo aberta com o som estrondando em frente aquele bar que
funciona 24 horas situado no terreno da UBMA, Av. Pe Julio M. Lombaerd
esquina da Rua Manoel Eudóxio Pereira. Liguei para o 190 mais de 4
vezes, desde as 5h da manhã e não veio ninguém! O homem saiu à 7 horas
da manhã sem que viesse uma viatura policial “incomodá-lo”. Os
incomodados somos nós, cidadãos de bem, não é mesmo?  Hoje,
segunda-feira, de madrugada, a barulheira foi mais cedo: começou às 4
horas da manhã! Dessa vez, era um veículo branco que se retirou horas
depois sem, novamente, ser incomodado pelos responsáveis de manter a
ordem e o silêncio!

Senhores a quem de direito, pergunto: por que a demora toda em dar um
flagrante nesses indivíduos se, quem faz o apelo aos seus serviços
lhes fornece a oportunidade para ser recolhido ao curral do DETRAN
essas pragas que se apoderaram de nossa cidade? Já o simples fato de
circularem com o volume alto seria motivo para receberem uma bela
multa e lhe serem confiscados o material sonoro! Perturbam o sossego
de todos nas imediações desse maldito empreendimento (repito: bar que
funciona 24 horas situado no terreno da UBMA, Av. Pe Julio M. Lombaerd
esquina da Rua Manoel Eudóxio Pereira) que incentiva a bebedeira e,
quem sabe, até a prostituição. Isso por si só já seria motivo
suficiente para fechar aquele empreendimento, assim como aquela loja
de conveniência situada na Pe. Julio, que se chama, veja bem:
“Barulho”. Isso desafia as autoridades e é inconcebível que continuem
a existir!
Onde estão os órgãos de controle e repressão dessa cidade? Sei que os
problemas são muitos, mas isso não é desculpa para que se permita
proliferar esse tipo de perturbação. Eles voltam para suas casas e vão
dormir como anjinhos para recomeçar mais tarde. Nós, que precisamos
trabalhar ficamos o dia inteiro igual zumbis. A vida dos cidadãos
honestos nessa cidade está uma bagunça por causa dessa falta de
respeito generalizada!

Neide Souza

  • Esse desabafo é de som alto,bebedeira,brigas,etc,etc, em pleno centro de Macapá! Imaginem na periferia!!!!

  • Como se não fosse bastante só o barulho, ainda tem os “porcos” que deixam lixo como garrafas de vidro quebrada e latinhas espalhadas na rua, alguém precisa tomar uma atitude, cadê o Batalhão Ambiental que este ano ganhou mais 2 viaturas para dar apoio a este tipo de infração Ambiental.

  • Infelizmente,hoje a nossa outrora pacata cidade mais parece uma dessas “cidadelas” que se instalam próximas a garimpos. Meu total apoio a D. Neide. Moro na Rua Hamilton Silva, próximo ao Shoping Macapá,e aqui,sofremos muito também com poluição sonora 24 horas por dia: barulho de construção, barulho de trânsito, barulho de Oficina mecânica,homens gritando, barulho de carros de som, barulho de Academia de Ginástica que começa a funcionar as 5:30 da manhã, mas que a partir das 7:00hs é musica alta o dia todo. Enfim, se a coisa continuar desse jeito vamos ficar todos “loucos e surdos”. E onde estão os órgãos de controle e fiscalização ambiental? Há momentos que não dá nem para escutar a televisão e muito menos estudar porque quem consegue se concentrar com tanto barulho? Meu filho, que está se preparando para o vestibular preferepassar o dia todo no cursinho por causa do barulho. Senhores do Poder Público, por favor façam alguma coisa pra tornar nossa cidade mais silenciosa, pelo menos a noite, hora em que os cidadãos de bem, que passam o dia trabalhando, merecem sossego.
    Denize

  • Infelizmente, a nossa outrora pacata cidade de Macapá mais parece um “cortiço”. Meu total apoio a Sra. Neide. Moro na Rua Hamilton Silva,próximo ao Shoping Macapá e também enfrentamos poluição sonora 24 horas por dia: é barulho de trânsito o dia todo e a noite também, de máquinas em várias obras nas cercanias, de oficina mecânica, de carros de som que passam na rua a todo instante, de academia de ginástica (Phisical) que começa a tocar música altíssima a partir das sete da manhã. Enfim, se a coisa continuar desse jeito,vamos todos ficar “loucos e surdos”. Em certos momentos , só dá para assistir televisão se colocar o volume lá em cima. Estudar em casa então nem pensar. Meu filho que está se preparando para prestar vestibular prefere ficar dia e noite no cursinho porque em casão barulho não permite que ele se concentre. E agora pergunto: O que os órgãos de fiscalização ambiental estão fazendo pela população? Por favor, façam alguma coisa. Chega de tanta inércia.

  • É preciso que as autoridades competentes, verifiquem esta prátca de som elevado e arruaça de tantos jóvens , e isso nos preocupa bastante, atrás da nossa igreja São José,nas madrugadas, principalmente nos finais de semana.

  • Procede realmente a reclamação da senhora, e ainda tem mais, as 7:00hs da manhã,o transito na Padre julio só funciona de um lado, porque a turma ainda esta bebendo essa hora, e ocupando a calçada e um lado da via.Eles saem não sei q horas de lá, e com certeza embriagados, colocando em risco as pessoas q estão se dirigindo na ocasião para o trabalho,e não aparece ninguem para tomar providências. A rua fica q é um lixo só.

  • Minha total e irrestrita solidariedade à denunciante. Macapá virou um cortiço mesmo! Mas, não lhe dou muitas esperanças. No 190 não adianta ligar na madrugada não, que, quando e se atenderem, a viatura não vem, e se vier, chega muitas horas depois. Vai ver que estão com fugindo de confusão. Semanas atrás, fui testemunha de uma agressão a uma mulher pelo companheiro por volta de duas da madrugada, liguei pro 190 por cerca de meia-hora, e nada de atenderem e, não fosse intervir pessoalmente, em conjunto com minha namorada, a infeliz estaria apanhando até agora. Bendita a disciplina Mediação de Conflitos do meu curso de Direito. A cerca de um mês atrás, um amigo presenciou dois ladrões arrombando os quitinetes da vila aonde mora, botou os malandros pra correr com um terçado, ligou pro 190 e esperou, esperou e esperou das cinco as sete horas da manhã até a viatura aparecer, com o dia já amanhecido e os bandidos já dormindo sossegados, e ainda foi repreendido sobre o que fazia sentado na calçada, sem camisa e com um facão na mão? É muito óbvio que a perda de controle por parte do Estado das arruaças que ocorrem na Capital, é só um reflexo da insegurança geral que ronda o nosso Amapá, aonde o sistema de segurança não funciona (isso se existir sistema), e o cidadão que se vire por conta própria. Boa sorte Amapá, vamos precisar!

  • SÓ PARA EFEITO DE CONHECIMENTO DE TODOS ;TEVE UM DELEGADO PLANTONISTA DO CIOSP DO CONGOS, QUE FEZ UM DOCUMENTO PARA PM,EM ESPECIAL PARA CORREGEDORIA GERAL,PEDINDO PROVIDENCIAS PARA QUE Á POLICIA MILITAR PARACE DE FISCALIZAR,BARES,LANCHONETES,AMBULÂNTES E SIMILARES QUE VENDE BEBIDA ALCOOLICAS,PELA MADRUGADA!PASME O MAIS IMPRESSIONATE É QUE SAIU UMA DETERMINAÇÃO QUE A PARTIR DESSA DATA A PM FICA IMPEDIDA DE FASER COM QUE ESSES BARES E SIMILARES,CUMPRAM COM HORARIO DE FUNCIONAMENTO,POIS AQUI NA FAZENDINHA,QUASE TODOS OS BARES NÃO TEM ALVARÁ E OS AMBULÂNTES FICAM VENDEDO BEBIDA NO ESTACIONAMENTO A ESSES DEMONIOS DA NOITE, QUE FICAM A NOITE E MADRUGADA COM O SOM ALTO DOS VEICULOS,PERTUBANDO QUEM TRABALHA,DESRESPEITANDO QUEM SAI PARA TRABALHAR PELA MADRUGADA,TEMOS QUE CONVIVER COM CENAS DE SEXO NO ESTACIONAMENTO, EM MENOS DE UM MES JÁ HOVE TRES HOMICIDIOS,VENDA DE DROGASE VARIOS OUTROS TIPOS DE DELITOS!A FISCALIZAÇÕES NOS BARES PELO PODER PUBLICO MUNICIPAL POUCO APARECE,E QUANDO CHEGA OS BARES FECHAM MAIS QUANDO VÃO EMBORA ELES VOLTAM A ABRIR NOVAMENTE,PRINCIPALMENTE OS BARES ” RELAX E VEREDA TROPICAL”,POIS ESSES DOIS BARES JÁ OCORRERAM VARIOS DELITOS UM DELES ACONTECEU TIROTEIO ONDE UM DOS DONOS FOI BALEADO E PARECE QUE VAI FICAR PARAPLEGICO EO OUTRO TENTOU MATAR UM GARÇON COM VARIAS FACADAS.

  • Caros Cidadãos de Macapá pasmem, pois com todos estes problemas de Segurança Pública, em nosso Estado. A Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amapá tomou uma “brilhante” decisão, retirou a gratificação dos servidores que cumprem plantão no CIODES e, ainda, alardeia que há 10 boxes de atendimento no CIODES, mas na realidade há 10 vagas, que são preenchidas em 07 a cada turno e, ainda, nem todos os equipamentos funcionam. Há dias em que há apenas 05 atendentes em condições de atendimento. Vamos agradecer ao Governo do Estado do Amapá, nas próximas eleições, pois só assim iremos retirar os “Secretários” altamente qualificados que não têm o mínimo senso de cidadania e de comprometimento com o serviço público.

  • Povo que vota mal, dirige mal, se comporta mal e suja as ruas vai ter uma cidade cheia de corruptos, trânsito bagunçado, desordeira e imunda. Macapaense apenas colhe o que planta. E, pelo jeito, tão satisfeitos. Os de bem, infelizmente, pagam pela absoluta maioria medíocre.

  • daqui alguns anos não teremos mais mão de obra produtiva no estado, já que nossos jovens estão se acabando nas drogas e morrendo no transito. as famílias e o estado não possuem nenhum programa de prevenção e repressão.

  • sou solidario com a denuncia aqui tambem na rua hildemar maia com antonio coelho de carvalho e henrique galucio a baruleira é a mesma pois tem local que montar esses caixas de som nos veiculos, precisamos urgente da intervenção do estado atraves da promotoria do meio ambiente cadê a doutora Ivana Cei procuradora Geral do Estado para punir esses infratores da Lei.

  • Precisamos urgente fundar uma associação contra essa barulheira e essa bagunça geral. Assim, nossas vozes, juntas, terão mais força. Mas com uma cláusula no estatuto dessa associação que impeça a aceitação de políticos ou pretensos políticos nos quadros da associação. Convenhamos: a culpa de muita coisa que acontece em nossa cidade e nosso Estado é dos políticos. É ou não??

  • Precisamos urgente fundar uma associação contra essa barulheira e essa bagunça geral. Assim, nossas vozes, juntas, terão mais força. Mas com uma cláusula no estatuto dessa associação que impeça a aceitação de políticos ou pretensos políticos nos quadros da associação. Convenhamos: a culpa de muita coisa que acontece em nossa cidade e nosso Estado é dos políticos. É ou não?? Delego à Alcilene essa campanha, rsrs. Você sabe que estarei me ausentando brevemente por alguns meses, não é querida? Mas, voltarei para a batalha. Bjs

  • Verdadeiro absurdo!!! Infelizmente a ridícula e abusiva “subcultura” do TecnoMegaUltraDestruidorBagunceiroVAGABUNDO tem sido prestigiada pelas “autoridades” (mais que passageiras…) que estão no comando dessa barca furada.
    Macapá se tornou um antro de tudo o que não presta. Não bastasse faltar educação, remédios, merenda escolar, profissionais, passeio público, policiamento (policiais tem de monte, mas não se sabe exatamente onde…), asfaltamento, guincho que te atenda quando o irresponsável estaciona na sua garagem (e te impede de chegar ao trabalho, à escola ao hospital), vergonha na cara (dos nossos descarados surrupiadores do erário)… ainda nos falta SOSSEGO!!
    Será que precisaremos agir por conta própria e criar um incidente pior pra poder, ao menos, tentar obter respeito ao nosso sagrado direito de descansar??
    O que fazem os mais de 1.000 (mil) policiais que entraram por concurso nos últimos anos?? As propaladas viaturas terceirizadas?? (que só servem, ao que parece, para alimentar contratos polpudos…) Onde andam os fiscais das entidades ambientais?? Cadê o pulso que nossos governantes deveriam ter para resolver questões tão mais simples como essas… ao invés de só se preocupar em partidarismos nojentos, malditos e intempestivos que invadem e infestam as estruturas do Estado!?!?!
    BASTA DE TANTA DESFAÇATEZ…
    CHEGA DE TANTO CINISMO…
    Queremos atitude, respeito e cidadania!!
    Não sei quanto aos demais, mas eu sempre tive cuidado de NÃO VOTAR EM CANALHAS… espero que lembrem do inferno em que vivemos, antes de acreditar no céu diante da urna!

  • Infelizmente funciona assim mesmo, a gente liga e nunca a policia aparece, mas no meu caso que tenho vizinhos festeiros eu tive que procurar a justiça, fomos para o forum e não fiquei com medo não, paguei advogado e tudo e se for preciso faço de novo, pois isso é um desrepeito com quem precisa de sossego.

  • Não tem mais jeito. Por onde quer que se ande em Macapá se encontra um bar, buteCU, boate ou qualquer outra porcaria que coloca som alto fora de hora! Ligar para a polícia é duas raivas, uma para conseguir atentimento e outra para esperar uma viatura, que não vem. É simplesmente o fim da picada. A população tem é que tomar uma atitude, como jogar pedra e deixar que o incomodade ligue ele mesmo para a polícia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *