Sobre assaltos

Não é novidade que é crescente a ocorrências de assaltos com violência e reféns em Macapá. Portanto, muito cuidado.

Redobre os cuidados ao entrar em casa, principalmente se tem muro alto fechado. Me disse um delegado que a grande maioria dos assaltos com reféns e violência são em casas com muros altos e fechados(não vazados), pela falta de visão na chagada em casa, ou pela facilidade, de uma vez dentro, os assaltantes poderem ficar a vontade com os reféns já que vizinhos e quem passa na rua não podem perceber movimento estranho. O melhor é muro alto com grade ou vazado.

Ilumine sua casa. Ilumine a frente e o quintal. A cidade está escura. A iluminação pública, onde tem, não ilumina nada.

Ladrão não gosta de claridade.

#FicaaDica

  • Ladrão não gosta de claridade? Isso é gatuno, larápio furreca, caiu de moda, tá démodé. Hoje, eles não querem nem saber se vai dar praia, assaltam em plena lua do dia. O Assalto da Amcap, por exemplo, foi antes do crepúsculo vespertino, o sol estava a pino, uma semana depois do Equinócio de dezembro. Levaram R$285.000,00. Se fosse à noite não teria dado certo, o pessoal da diretoria já estava no quinto sono, contando carneirinhos. Os 200 milhões da Seed e os 40 milhões da Sesa, pelo o que eu sei, não sumiram na calada da noite; talvez no último eclípse parcial solar; quer dizer, não estava totalmente breu. Acho melhor apagar a luz, e esperar a caravana passar…

  • Infelizmente, a insegurança está por toda parte. Para dar um pouco de segurança, aumentei o muro da minha casa, para 2,80m, coloquei cerca elétrica, e tenho uma rotwailler anti-social(com os que ela não tem contato), no quintal e já encomendei um circuito de cameras infra-vermelho. Paranóia? Não acho.

  • Infelizmente, a insegurança está por toda parte. Para dar um pouco de segurança, aumentei o muro da minha casa, para 2,80m, coloquei cerca elétrica, e tenho uma rotwailler anti-social(com os que ela não tem contato), no quintal e já encomendei um circuito de cameras infra-vermelho. Paranóia? Não acho.

  • Primeiro isso: “A cidade está escura. A iluminação pública, onde tem, não ilumina nada.”

    Depois isso: “Ladrão não gosta de claridade.”

    Aí fica fácil entender, né? Uma coisa tem relação direta com a outra… A cidade não estaria às escuras sem motivo…

    • Na maioria das vezes seus comentários são meio que de deboche e gozação,mas até que às vezes vc fala a real,vai na ferida.Penso que os maiores ladrões desta cidade não precisam do “escuro” p/praticar seus delitos,capiche?

  • Em relação ao post, quando li os comentários do Ademir Pedrosa e do Gallazi Júnior, me senti contemplado, não se fazendo mais necessário novas observações.

    Mas comparando os dois, texto por texto, é demais. O Ademir eu já conhecia o Gallazi só do Twitter. Vc pode tá no papo mais interessante do mundo mas, de repente, não mais que de repente, erra uma vírgula de lugar e o mundo desaba sobre sua kbça. E, assim como pro Ademir, pro Gallazi os outros smpre tão errados. E muitos vivas a estes trolls, um do papel outro da net, que alegram nossas vidas com suas palavras inteligentes, mas torram nossa paciência com suas chatices.

    • Burro Falante, teu tico e teco é de jerico, né não? Tu não consegues distinguir “inteligente” de “chatice”? A propósito, experimenta errar essa vírgula: “se o homem soubesse qual valor tem, a mulher andaria de quatro a sua procura; se o homem soubesse qual valor tem a mulher, andaria de quatro a sua procura”. Um amigo escreveu “derrepente”; e caíram de pau, e ele justificou: “foi tão de repente que não deu tempo de separá-lo.” Isso é licença poética, mas “necessário novas observações” é erro crasso. Simples assim, como diz o Gallazi Jr.. Escuta, eu fui dizer que Yashá é da cepa oriental, ele quase tem um troço; imagina chamá-lo de Juninho?! Já viste como o italiano deu pra escrever em inglês? De inglês eu só sei que good é bom e good-good é bombom. Ao cotejar meu texto, faça-o com alguém do meu nível. Eu não compito com quem não é habilitado; assim como o Yashá não deve se comparar com rábula…

      • Gostei dq vc escreveu.Pois é…..esse Gallazi se acha o último biscoito do pacote e a coca-cola do deserto.Chatice é pouco e já não cabe na mala s/alça que ele é.Mania de ficar corrigindo a escrita dos outros e sempre em ton de deboche.A Globo perdeu a oportunidade de chamá-lo p/a novela das oito e nós de tê-lo longe de nossos pés.AFF!

        • Socialite, você é mulher ou homem – ou gay? Perdão. Não me leve a mal, não tenho nada contra o 3º sexo. Nunca se sabe quem está por trás de um pseudônimo. De repente você é um abominável troglodita. Ou uma bela mulher. De qualquer modo ambos precisam de reforço, estão com o vernáculo vencido. Se você for mulher, posso dar um toque “nonsense” à sua fulô-do-lácio, pra que o italianozinho pegue menos no seu pé. Aliás, ontem eu lhe vi cutucar a onça com vara curta, ele insinuou que rola um troll concupiscente neste blog. E se você for homem, paciência. Quero mais que você e o Yashá se mordam, e vou pedir pra Alcilene não apartar, não vale no cabelo. Agora se você for mulher, linda e magra…

  • É o preço que pagamos por causa da roubalheira do dinheiro público. Maus governos = cidadãos acuados. Os imbecis ladrões e corruptos não sabem que eles mesmos poderão ser vitimas de sua ganância, suas famílias também são alvos.

  • AKE EM CASA AS LUZES SEMPRE FICAM ACESAS À NOITE, MAS MEUS VIZINHOS BABACAS NÃO ACEDEM AS DELES PQ A NOSSA ILUMINA UM POUCO O PATIO DA CASA DELES, E ASSIM, ECONOMIZAM. afff…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *