Sobre as antenas no Trapiche, o leitor Luiz, deixou o seguinte comentário no blog

Enquanto vários “brasis” combatem a poluição visual e buscam preservar a segurança da sociedade, o Amapá (GEA) com omissão da PMM cria “barbarismos” estéticos, cuja funcionalidade é escusa e, tecnicamente, efêmera.
A falta de leis específicas (cadê os legislativos estadual e municipal) que visem a utilização adequada dos espaços públicos, dá condição, em nome da acessibilidade tecnológica (diga-se acesso a “internet”), promovem absurdos (classifico como “crime”) na utilização de espaços. Haja vista que:
1) TECNICAMENTE: Local inadequado para instalação de sistema irradiante. A área de entorno da Praça Zagury possui pontos, com melhores condições técnicas, para satisfazer a necessidade usada como justificativa:(“balela”).
2) AMBIENTAL: Promove a poluição visual de um ponto turístico que faz parte da memória de Macapá (com a palavra os arquitetos).
Será que os senhores “doutos” conhecem o uso de “camuflagem”, nas torres de comunicação, adequando-as ao ambiente e, por conseguinte, minimizando os impactos visuais negativos?
3) SEGURANÇA: Sabe-se que, tecnicamente, as antenas, pelas suas características elétricas, são consideradas grandes captores das descargas atmosféricas (raios). Logo sua utilização em área aberta de concentração de público,coloca em risco os transeuntes.
CADÊ AS INSTITUIÇÕES REPRESENTATIVAS DA SOCIEDADE QUE POSSUEM OBRIGATORIEDADE (PREVISTO EM LEI) RESGUARDAR OS INTERESSES DIFUSOS E COLETIVOS (LEIA-SE OAB, CREA-AP, CAU-AP, MPE E OUTROS). PODEMOS, TAMBÉM, CONVOCAR AS ENTIDADES REPRESENTATIVAS DE GRUPAMENTOS SOCIAIS E PROFISSIONAIS ESPECÍFICOS PARA PROMOVEREM O AJUIZAMENTO DE AÇÃO QUE “VETE”, ENQUANTO É TEMPO, ESSE “CRIME”?????????????????????????????????

  • cadê o IFAN que não deixou construir a loja de comercio popular (camelódromo) por estar no entorno e essas antenas não estão no entorno tb

  • Essas antenas vão sobrar pra cabeça de muita gente.
    Muleke, que não vê nada demais nos monstrengos, mas tem medo que desmontem e levem a Fortaleza sob o olhar complacente de nossa população e os aplausos fervorosos de boa parte de nossas liderança e formadores de opinião. Égua

  • Por isso que eu prefiro os pontos turísticos de Belém pra lá, até a menor praça de Belém é mais cuidada que a principal daqui, a Peixoto.

    Aqui, governante nenhum cuida. Muito menos a “civilização” macapaense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *