Sim, fazer a diferença! São 8 escolas revitalizadas em 7 meses de gestão

Escola_n

Sim, fazer a diferença! São 8 escolas revitalizadas em 7 meses de gestão. E nesta segunda-feira, 12, foi entregue pela Prefeitura Municipal de Macapá (PMM) o primeiro colégio inclusivo do Estado. Reestruturada, a Escola de Ensino Fundamental Hildemar Maia é considerada a instituição de ensino inclusiva piloto.

 

Com hortas, jardim sensorial, rampas de acesso, salas de aula, quadra de esporte adaptada, fachada adequada, placas com identificação em braile e Língua Brasileira de Sinais (Libras), a escola faz valer o compromisso do prefeito Clécio Luís, que tem como uma das bandeiras dessa gestão a garantia da acessibilidade em todos os projetos urbanos.

“É o primeiro administrador público que vejo fazer valer com o compromisso de campanha e fazer valer com o que é direito do cidadão. Temos uma política de inclusão e será efetivada no ensino municipal”, garantiu a secretária de Educação de Macapá, Antonia Andrade.

Emocionada, a diretora da Escola Hildemar Maia, Lindalva Azevedo, revela que a instituição de ensino começa uma nova história. “São anos de abandono. Ver nossos alunos recebendo o devido respeito nos dá a segurança de trabalhar a construção do que é certo e de merecimento dessas crianças. Graças esta gestão, poderemos oferecer o que é de melhor para os nossos alunos”, agradeceu a diretora.

Para o senador Randolfe Rodrigues este é o primeiro passo do início de uma caminhada para a inclusão. “Este é o exemplo da união do esforço, da boa vontade e da reconstrução da alta estima do povo de Macapá. O falar e o fazer, com a materialização, pois o prefeito Clécio tem cumprido com o que foi prometido no seu programa de campanha. Incluir é possível, provando que o fazer não dissocia do falar”, sublinhou Randolfe.

“Isto é que queremos para Macapá. Não aceitaremos mais depósitos de crianças! Nossos alunos têm o direito de viver em ambientes estruturados, com qualidade de vida e ensino. Assumimos o compromisso de restituir o papel social e assim será feito”, afirmou o prefeito Clécio Luís.

A Escola de Ensino Fundamental Hildemar Maia, localizada na Av. Cônego Domingos Maltês, nº 52, bairro do Trem, recebeu nova pintura, nova rede elétrica e hidráulica, banheiros reformados, auditório, novo forro, telhado renovado, revitalização da quadra poliesportiva, dentre outras melhorias. A escola possui 8 salas de aula e um total de 400 alunos, entre 6 e 14 anos, do 1º ao 9º ano, sendo que 12 com necessidades especiais. A adaptação inclusiva da escola é um compromisso do prefeito Clécio Luís com uma melhor educação e políticas básicas de inclusão.

Escola Inclusiva 1 foto MARCIA DO CARMO

Lílian Guimarães/Asscom PMM

Foto: Márcia do Carmo

  • Parece que reformar escolas merecem aplausos e fogos de artífices ! Faltou a banda de música.
    Caros gestores, precisamos de construções de novas escolas, creches, contratação de servidores qualificados para educação.
    Não devemos brincar de “fazer” educação.
    Bom dia ai!

    • Amigo, as escolas do município não recebiam sequer reforma há mais de 4 anos. E em 7 meses conseguir reformar 8 escolas merece comemoração sim. Cuidar da qualidade, e do conforto dos alunos é fundamental para o aprendizado. As creches e escolas novas virão. Mas preservar o patrimônio já existente é muito importante também.
      E mais, a escola Hildemar Maia não é apenas uma reforma, é todo um novo conceito de escola inclusiva onde todos tem as mesma oportunidade e independente de sua condição física.

  • Só esquece de revitalizar a SEMED! Os servidores estão para morrer no calor e cegos de tanto forçar a vista para trabalhar na penumbra. Isso é simplesmente desumano e um absurdo!

  • Parabéns ao Prefeito Clécio, feitos do tipo só engrandecem sua gestão. Atingir essa marca de reformar oito escolas em sete meses, só reafirma seu compromisso com a educação, de suma importância para proporcionar, não só melhores condições de vida para as crianças, mas, sobretudo o impacto positivo que isso terá, em futuro próximo, ao desenvolvimento do Estado do Amapá. Seus eleitores deverão estar orgulhosos de seus votos.

  • Não entendo. Se faz alguma coisa, reclamam. Se não faz, reclamam também. Afinal, o que é certo e o que é errado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *