Ser Macapaense

Ser Macapaense É:

“Ter o Privilégio de casar com um Pé em Cada Banda do Mundo”

Casamento Comunitário no Marco Zero do Equador
Casamento Comunitário no Marco Zero do Equador

Por Heraldo Costa – Juiz de Direito

E você pode colocar sua frase com o tema “Ser Macapaense É”, na caixinha de comentários. Depois a gente faz uma coletânea com as frases que participarem da brincadeira.

  • ….É assistir o bater das ondas do maior rio do mundo, e ao mesmo tempo comer um maravilhoso camarão no bafo, acompanhado de uma gostosíssima cerveja bem gelada, na orla do santa Inês, quer mais felicidade???? então vem pra cá.kakaka. bjs.

  • Ser Macapaense é… morando em outra cidade, sentir falta do camarão no bafo com açai, da tapioquinha no café da manhã ou no lanche da tarde, dos domingos no almoço com a familia, de tomar sorvete na beira rio…ter saudade de admirar o rio amazonas… e sentir uma felicidade inexplicável quando a aeromoça diz: bem vindo a macapá!

  • Ser macapanse…é ter que aturar as duas irmãs Cavalcante durrubando os governos atuais e puxando o saco da família Capiberibe,que quase acabou com o nosso estado.Família essa, que tem sinônimo de retrocesso.

    • Errou!! Não serás contemplado na coletânea. A Alcinéa não puxa o saco dos Capiberibes. Ela dava esse mesmo tratamento quando eles estavam no governo e eles nem gostavam dela. E eu não puxo o saco, que se puxa de quem estar no poder. Eu sou fã mesmo. Compreendeu a diferença? Não? Tá.

    • A Família Capi, acabou com o Amapá? Rapaz, que cachaça é essa que tomas? Qta opereções da FEDERAL, teve no gov PSB, e quantas no gov da harmonia? Quem duplicou a Rod. JK, fez a ponte do Igarapé da Fortaleza, Escola Bosque( que o gov da harmonia deixou abandonada, Museu Sacaca, escolas nos bairros periféricos com piscina, Bolsa Família Cidadã, entre outras??? Rapaz quer um conselho? Não?? Mas vou te dar : Para de beber que tá danificando seus neurônios…

  • Salve, salve, Heraldo! eheheh
    Ser macapaense é caminhar às 6 da manhã na orla de Macapa passando em frente ao velho Forte de S.José que foi construido para defender a cidade mas que nunca foi atacado, recebendo aquela brisa gostosa do maior rio do mundo, enquanto o sol nasce la onde os olhos conseguem alcancar…

  • Ser MACAPAENSE é se empanturrar de açai com jabá e depois se deitar numa baladeira no alpendre da casa.

  • …sentar embaixo da mangueira da Presidente Vargas, aquela perto da Banca do Dorimar, e falar coisas do ceú, da terra e do ar…

  • Ser Macapense é tomar uma gelada sob um lindo luar, contemplando o magestoso rio amazonas, tendo na vizinhança a imponente fortaleza e receber a benção do padroeiro São José do alto da pedra do guindaste.

  • É ser simplesmente “apaixonada” por essa cidade defendendo-a com unhas e dentes, de quem “acha” que ela “não existe”….kkkkkk. Tô falando de um goiano FDP, metido a jornalista.

  • Ser macapaense é … Levar os filhos pra escola ouvindo “Luís Melo Entrevista” com aquela musiquinha de abertura.

  • SER macapaense é acorda as 6 da manhã da aquela caminhada no lugar bonito e apreciar o lindo e majestoso Rio amazonas. e é claro a noite curti um barzinho com um so regional….e etc…

  • Ser Macapaense é ser roubado pelo poder público. Esperar anos e anos por obras que nunca chegam ao fim. Vejamos alguns exemplos.. Estádio Zerão, Aeroporto, Praça do coco (aquela na zaguri, em frente a 246 e Top Internacional), canal da Mendonça Júnior, Hospital do cancer, enfim.. são tantas obras demoradas que é melhor eu parar por aqui senão acaba meu espaço. Ahh.. tem também a questão de mudança de nomes de alguns lugares já bastante conhecidos a anos por todos nós, como foi o caso da Rod. Duque de Caxias, que agora é Duca Serra, até hoje não entendo o motivo da mudança. Estou sabendo também que estão querendo mudar o nome do Estádio Milton de Souza Correa (Zerão) para um outro nome, e sei também que a familia correa é totalmente contra isso e não só eles como os desportitas em geral. Ser Macapaense também é querer ir p/ boate as 02:00h da manhã e de lá sair as 06:00 da matina. Ser Macapaense é também varrer a frente da casa, juntar as folhas secas e pôr fogo as 05:30h da tarde. Ser Macapaense é ir p/ fentre da casa quando falta energia e ficar jogando conversa fora enquanto espera chegar. Ser Macapaense também é não ter praia e mesmo tendo um maravilhoso rio a nossa frente não poder usufruir visto que nós mesmo o sujamos com o esgoto que lá é despejado. Enfim, creio ter dito o bastante já. Umas coisas boas e outras nem tanto assim, mas isso é ser… MACAPAENSE!
    Abraço..

    • Oi macapaenses, como eu: os urubus ainda proliferam na orla em frente ao Hotel Macapa e toda aquela bagunca por la? A Alcilene ja publicou uma foto que fiz ali às 6 da manhã. Sem querer sair do objetivo desse post: que tal comecar uma campanha contra esses urubus também (ou eles ja foram expulsos de la?) Você sabe, se evitarem lixo a céu aberto, mesmo ensacado, os bichinhos não vêm não.

  • É sair do trabalho ao meio-dia e parar apressado em alguma amassadeira para comprar açai.
    É passar pela Banca do Dorimar no Domingo da manhã e encontrar a Alcinéa, o Guilherme Jarbas, a Alcilene e sentir saudade de quando a gente encontrava também o Hélio Pennafort.
    É assistir aos jogos do Campeonato Carioca no Bar do Abreu, xingar o torcedor do time adversário e depois tomar uma cerveja gelada com ele, celebrando o encontro.

  • É ainda poder respirar ar puro, acordar pela manhã e ouvir o cantar dos passarinhos,é poder tomar um banho de igarapé nos finais de semana para aliviar o stress do dia a dia, é poder saborear uma maniçoba, dançar marabaixo e tomar gengibirra…Enfim….Tenho inúmeras razões para me orgulhar de ter nascido nessa terra MARAVILHOSA!!!

  • …brincar de esconde-esconde do dinheiro público enchendo os bolsos.Comprar votos p/ganhar as eleições.Ouvir o blá blá blá do TRE/AP querendo conscientizar o eleitor a fazer a escolha certa,quando os tais fazem a coisa errada.É manter um Sr. maranhense no poder junto c/a harmonia,outro cassado 6xs e por ai vai…….

  • Ser macapaense é…. num dia de domingo ensolarado, tomar açaí (do grosso…), comendo tucunaré recheado e assado no forno, ouvindo o CD do Zé Miguel e apreciando a praia de Boa Viagem da varanda do seu apartamento! Em Recife? Sim, porque mesmo estando longe não consigo esquecer as coisas boas de ser macapaense por adoção.

  • Ser Macapaense é amar essa terra querida sem ao menos ter nascido nela,mas a tem no coração como se tivesse.
    Morei em Macapá de 1961 a 1978, mas sempre que posso vou visitar minha família que ainda mora aí.

  • Ser amapaense é dar confiança e importância para as besteiras como as que o Rogério Borges escreveu e ficar reclamando e chorando feito besta.

  • Ser amapaense é respirar o ar e sentir a brisa que decolam do majestoso Rio Amazonas e mexem com os corações de todos os amazônidas desta terra que, de braços abertos recebem os irmãos brasileiros sem quaisquer barrismos, inclusive ao “queijim minêro sô!!!”
    Paulo Veiga

    • DR. Paulo veiga, o senhor ja é nosso ha muito tempo. eheheh. Igualzinho às nossas frutas tropicais e a nossa Fortaleza, sempre imbativel. admiro muito o seu trabalho e lhe deixo um grande abraco;

      • Oi Veneide,
        Quando lá em Minas alguém me pergunta onde moro eu falo: “bem ali…meu endereço é bem fácil…na linha do equador”…Fico orgulhoso e emocionado pelo que você disse. Esse seu carinho é próprio dos amapaenses. Por isso quero servir muito e esse povo, a esse Estado que me acolheu debraços abertos.

        Um abraço
        Paulo Veiga

  • Ser Macapaense é assistir ao futebol no Glicerão, na grade em pé e no intervalo ficar comendo da pipoca ao churrasquinho e logico batendo aquele papo com os amigos!

  • Oi macapaenses, como eu: os urubus ainda proliferam na orla em frente ao Hotel Macapa e toda aquela bagunca por la? A Alcilene ja publicou uma foto que fiz ali às 6 da manhã. Sem querer sair do objetivo desse post: que tal comecar uma campanha contra esses urubus também (ou eles ja foram expulsos de la?) Você sabe, se evitarem lixo, restos de comida, a céu aberto, mesmo ensacado, os bichinhos não vêm não.

  • Ser Macapaense é ter um amigo dono de uma “Batideira” e fazer uma visita só pra ficar roendo os carroços de Açai e sair de com o boca roxa, roxa!!!–rsrsrs!!Já fiz muito isso com o Seu “Ceará”, q Deus o tenha em boas mãos!

  • Ser Macapaense é virar Amapaense de coração, vir para esta cidade para passar 5 anos e estar há 20 anos nesta cidade acolhedora, durante esta vida estou menos Carioca e mais Amapaense, graças a Deus!

  • Alcilene, cadê o monte de gente que se revoltou com o artigo do jornalista de Goias pra escrever em defesa da Feira Municipal?

  • Ser alegre, elétrico, dançante, gostar de festas e de dormir numa rede, apreciando as belezas da nossa cidade e do belo Rio Amazonas….
    Essa caixinha deveria ser tomada de coisas boas que os Amapaenses são..mas muitos só levam esse blog pro lado político..ser Amapaense é gostar também de poesia e de Política Partidária..rs..rs

  • SER MACAPAENSE É: TER NASCDO NO MAIS IMPORTANTE ESTADO DO BRASIL; É TER O MARABAIXO; É TER A POROROCA; É TER O ARAXÁ; É TER A FAZENDINHA; É TER O LUGAR BONITO; ETC. ETC. ETC.

  • É conhecer a música do Zé Miguel. É poder comer camarão assado no Orlando.É ser filho Alcy e irmão da Lene, da Nea, da Astrid, da Aline, da Aldine, da Adriane, da Alice, do Zoth, da Noca e de Adélia.É desfilar pelo PIRATÃO, torcer pelo Ypiranga, ouvir sermão do Pe Cláudio, lembrar do Pe Jorge Basile, apreciar a Via Sacra do Fluvio na Igreja de Fátima, ….
    bjs mano

  • SER AMAPAENSE É: NÃO FAZER ABSOLUTAMENTA NADA QUANDO ROUBAM 200 MILHOES DA EDUCAÇÃO, 100 MILHOES DA SAÚDE, 1 BILHÃO DA CEA; 100 MILHOES DA CAESA, 160 MILHOES DA PREVIDÊNCIA DO ESTADO, ETC. ETC… TER EDUCAÇÃO DE PÉSSIMA QUALIDADE; TER SAÚDE SAÚDE DE PÉSSIMA QUALIDADE; TER SEGURANÇA DE PÉSSIMA QUALIDADE; TER EXPLORAÇÃO MINERAL, SEM NENHUM RETORNO AO ESTADO; TER UMA CAPITAL FEIA, DESORGANIZADA, ENLAMEADA, ESBURACADA, MERDA CORRENDO A CÉU ABERTO, LENÇOL FREÁTICO COMPLETAMENTE CONTAMINADO… TER OS POLÍTICOS MAIS CORRUPTOS DO BRASIL, TER O JUDICIÁRIO MAIS CORRUPTO DO BRASIL, TER O MINISTÉRIO PÚBLICO MAIS CORRUPTO E MAIS INERTE DO BRASIL… ISTO SIM O AMAPÁ, NADA DE ABSTRAÇÃO!!!
    POR ISSO QUE EU NÃO TENHO NENHUM ORGULHO DE SER AMAPAENSE…

  • É ser reconhecido como acolhedor, atencioso, respeitador é poder bater no peito e dizer que é um cidadão feliz, cheio de vida é ouvir uma musica de um cantor da terra e dizer; Essa é a melhor musica que já ouvi. Ser Amapaense é estar lonje e ao ouvir uma musica da terra como eu, chorar de saudade, como por exemplo a do Zé Miguel que tem um refrão que fala;Vou voltar de qualquer jeito se preciso á pé quem sabe na carona de uma caminhão, quem sabe de avião nem que seja na asa eu vou voltar pra casa. Ser Amapaense é defender nossa cidade quando chega certos trogloditas falando mal e sem se falar que ganhando dinheiro em nossa terea.

  • Ser amapaense é ver a nossa história virar pó. Sendo católico, fui contra a substituição do nome da av. General Rondon pelo do Bispo Dom João Rizatti. Rondon, para quem não o estudou, talvez foi o maior de todos os brasileiros. Vale a pena pesquisá-lo. De tão patriota, foi homenageado com o seu nome a um Estado da Federação. É mole?. Mas aqui dá de tudo mesmo. Duque de Caixias, patrono do Exército Brasileiro, foi pro lixo também. A rodovia agora homenagia a um tal de Duca Serra, que eu nunca ouvi falar, não sei quem é e o que ele fez de relevante para a nossa gente. Mas não para por aí: agora a Deputada Francisca Favacho quer jogar no lixo a memória de Castro Alves, o poeta dos escravos, dando a uma antiga escola um nome que nada há de registro ao engrandecimento da nossa língua literária, cultural, etc. Eita povinho!

    • O Duca Serra é dos mais ilutres nomes da história do Amapá e de Macapá. E é pai dor jornalista J. Ney e Joao Silva. Vc nunca ouviu falar dele, por que nossa história nao é contada, nosso povo pioneiro que desbravou e construiu esse estado é esquecido. A homenagem é justa. Acredite

      • É ter maravilhosos rios por toda sua extensão, e ter fantásticas paisagens que lhe enchem os olhos, e ter minerais em suas terras, e ter ainda uma vasta biodiversidade, e ter toda a natureza ainda pura ao seu redor reconhecê-la e preserva-la.

  • Sewr macapaense é encarnar na torcida adversária, tudo dentro da maior cordialidade. O Fla será o primeiro time no mundo a ser tri-vice no espaço de uma semana….vice da Taça Rio de 2010, vice do Campeonato Carioca de 2010 e vice no campeonato brasileiro de de 1987. Tri-vice!!!”

    • ….p/quem quem não gostava desse título(VICE),se superou. TRI-VICE é ótimo…mas rápido logo…kkkkk

  • Tú estás coberto de razão, “Desiludido”.
    Já tentaram trocar o nome da Escola de Arte Cândido Portinari, por um outro que nem artista é. O curriculum: parente de político. Desse modo, logo vão esquecer também a “Mãe Luzia” e tantos outros que muito serviram nosso rincão.

  • Ser macapaense/amapaense é fazer ouvidos surdos e olhos cerrados para o assalto de 200.000.000,00(duzentos milhoes de reais) na Secretaria de Educação comandada pelo Adauto Bitencout; Ser amapaense é achar que o desvio de 40.000.000,00(quarenta milhões de reais) da Secretaria da Saúde é intriga da oposição. Ser amapaense é não questionar as 100 obras inacabadas e o grande rombo nos cofres públicos deixado pelo Waldez e familiares. É não se insurgir com a paralização das obras do Hospital do Câncer; Ser amapaense é não se indignar com o superfaturamento dos 50.000.000,00(cinquenta milhões de reais)nas obras do Aeroporto – coisa do Sarney, na expressão gravada do Zuleido Veras, dono da Gautama/Better; Ser macapaense é aceitar os péssimos serviços prestados pela CEA, CAESA, OI, VIVO, TIM, UNIMED etc. Ser macapaense é ter de pagar o (I)PTU e a taxa da marinha. Ser amapaense/macapaense da gema, comedor de farinha baguda e açaí do grusso é PROTESTAR A TODOS OS RINCÕES porque um inexpressivo articulista de um jornal goiano redigiu uma “crônica” criticando entre tantos, o velho e arcaico Sarney de “Bigodes” e o Estado que o elegeu. Ah! também ser amapaense é apreciar os bigodes do político maranhense. Faz sentido. Alguns, se tirarem o bigode, desaparece o cidadão.

  • Lí no Jornal do Dia desse domingo a irresignação do César Scapin porque um desconhecido e inexpressivo articulista goiano falou do Sarney e do Amapá que sempre o elege. Observei que o gaúcho Scapin estava furioso, aliás, muito furioso com o escrito jornalístico publicado lá pras bandas da linda Goiânia. Surpreende-me sobremaneira, que entre tantos escândalos e falcatruas por aqui ocorridas nos últimos anos, o referido Scapin nunca emitiu qualquer “leve sinal” de indignação. Tú não achas que “AÍ TEM”?.

  • Ser MACAPAENSE é rodopiar ao som místico de uma Caixa de Marabaixo tomando dose transcendentais de gengiberra.

  • Lene:

    Desculpe-me. Equivoquei no comentário lançado anteriormente. O autor da matéria do jornal do dia é o gaúcho Carlos Scapin, um dos dirigentes de uma faculdade. É o próprio. O César Scapin, irmão do Carlos é bem moderado, inteligente e dedicado magistrado titular no Juizado Especial Sul desta comarca.

  • Lene:

    Errei agora em não me identificar corretamente.Agora desejo apenas substituir o autor César Silva por Sérgio Rezende.

  • é mesmo morando longe, ficar atento,revoltado e curioso,no repiquete e alcinea .com, com os acontecimentos e desmandos dos governantes,como a situação do nosso mercado! é querer sempre o bem dos macapaenses!é se emocionar em ver as ruas e amigos de infância e poder gritar pra todos que eu sou da terra da fortaleza de são jose!é ter orgulho de ver o mapa de macapá sendo mostrado em algum tele-jornal!nem que seja somente na previsão do tempo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *