Secom esclarece sobre contrato de publicidade

O secretário de estado da Comunicação, Gilberto Ubaiara, justificou em conversa com o blog, os motivos do contrato de agencia de publicidade que está em andamento no governo do estado.

Ubaiara informou que esse contrato é exclusivamente para campanhas de combate ao Aedes aegypti, e prevenção da dengue, zica e Febre Chikungunya, em todos os municípios do estado e em parceria com as prefeituras. Serão feitas campanhas educativas maciças, o que já havia recomendação do Ministério Público, além de identificação dos agentes de saúde dos munícipios, com uniformes e outros itens, que deem segurança à população, que às vezes impede que os agentes entrem em suas casas para buscar focos do mosquito.

O secretário disse que o empenho, conforme publicou o blog, está no Portal da Transparência, para posterior assinatura do contrato. E justificou não ter havido processo licitatório pelo fato do governo do estado está em pleno andamento com uma licitação para agencia de publicidade, que é um certame demorado, sabemos disso, com a participação de empresas de vários estados. E a campanha da dengue não poderia esperar.

Para a escolha da agencia contratada o governo trabalhou com análise de propostas, e várias agências participaram, sendo que a empresa que apresentou proposta mais vantajosa para o estado, foi essa agencia do Maranhão, segundo Ubaiara.

Ele informou ainda que o processo está na SECOM à disposição dos órgãos de fiscalização, das agências que quiserem questionar e da imprensa.

  • Engraçado….. Visando única e exclusivamente divulgar maciçamente campanhas educativas alertando sobre o assunto ( zika virus e outros) enviei oferta para a SECOM e esta me respondeu que não podia atender por limitações financeiras..Como fica esse contrato de publicidade que está em andamento no estado. Hum………

  • Lex a Sevom é do GEA não da Pmm. Essa campanha contra dengue é pra quando? Se pra 2016 tá atrasada.Se pra 2017 dava pra esperar a licitação. Quanto o GEA tem pra campanha? Pelo jeito só vai ter grana pra publicidade e propaganda.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *