Sebrae Amapá elegeu diretoria e presidente do CDE

Sebrae Amapá escolheu ontem os dirigentes para os próximos quatro anos, em eleição disputadíssima.

Na presidência do Conselho Deliberativo Estadual- CDE, o empresário Alfeu Junior, foi reeleito, vencendo Paulo Creão.

Para a Superintendência, João Alvarenga foi reeleito para mais um mandato, vencendo na disputa, Ely Almeida, indicada pelo PSB.

Para diretoria administrativa, foi eleito Waldeir Garcia, que disputou a vaga com Denise Brito. Waldeir foi indicado pelo empresário Jaime Nunes e Denise pela deputada Fátima Pelaes.

Para a diretoria técnica, foi eleita Ana Dalva, indicada pela deputada Dalfa Figueredo, que venceu Gilberto Laurindo, indicado pelo deputado Jurandil Juarez.

As atuais diretoras, Rosemary Fabião e Darc Marques, não disputaram a eleição.

Notas sobre eleição:

A eleição do Sebrae, apesar de não ser muito comentada, tem sido muito disputada nos últimos anos.

João Alvarenga é hoje um dos mais antigos diretores do Sistema Sebrae: Foi eleito para o sétimo mandato consecutivo, vencendo Ely Almeida que era uma boa candidata e tinha apoio do governador eleito Camilo Capiberibe.

Alvarenga é forte. Tem o apoio do presidente do Senado José Sarney, com quem trabalhou na presidência da República, apoio do Sebrae Nacional por ser um técnico sério e competente, e apoio do setor produtivo local, por ser incansável no apoio às Micro e Pequenas Empresas.

A chapa apoiada pelo governo eleito foi dividida entre a três deputadas federais que apoiaram Camilo no segundo turno: Janete Capiberibe, que indicou Ely Almeida, Dalva Figueredo, que indicou Ana Dalva e Fátima Pelaes, que indicou a cunhada Denise Brito. Só Dalva levou. Para a presidência do Conselho, Camilo apoiou Paulo Creão.

Perdeu de novo

Gilberto Laurindo, que também é presidente da JUCAP, já disputou outras vezes o Sebrae. Em eleição que disputou antes, teve apenas 1 voto: o seu. É considerado no setor um cara arrogante, amargo e chato. Foi indicado e inscrito pra disputar eleição, sem o apoio da maioria. Perdeu de novo.

Quem elege os diretores é o Conselho Deliberativo, formado pelas entidades empresariais, órgãos federais e estaduais.

  • Impressionante como esses políticos do Amapá(e do Brasil), não perdem a chance de pegar uma boquinha, até para 5º secretário do clube do dominó da esquina há disputa pelo cargo, e olha que o SEBRAE é uma instituição(pelo menos na sua concepção) extrmamente técnica na gestão de negócios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *