• Recomendo o acompanhamento do torresmo de barriga, encontrado nos botecos de Santa Tereza, juntamente com uma boa dose da “Germana”.De se louvar o preço, a qualidade e a simplicidade da comida.

  • Ô Trem bom, uai! Como bom mineiro deu uma vontade estraçalhar um prato desse. Mas só que agora acompanhado de farinha de mandioca e de açai.

  • Sou Amapaense, mas morro de saudade das cantinas Italianas do Bairro do Bexiga em São Paulo… Amo a nossa culinária,mas também aprecio bastante a mistura de sabores paulistana.

  • Já comi muita comida gostosa nesse Brasil. Em Natal lembro de um camarão flambado (não sou burguês, rsrsrs) na praia da ponta negra. Mas nada que supere o cozidinho de charque com batatas que a minha avó fazia. Insuperável. Minha avó era braba, mas era maravilhosa. Cuidadosa com a gente. Saudades dela, de Icoaraci e da minha infância. Obrigado pelo espaço, Alcilene. Nesse tempos de perseguição e violência é bom falar sobre coisas suaves e alegres. Bj!

  • faltou incluir o nosso tutu de feijao, o frango com quiabo e lógico a nossa branquinha no mercado central, ô trem bão danado sô.

  • Eu, morando no interior de Minas, sinto saudades é dos carangueijos, dos peixes, do pato no tucupí e da pimenta daí…

  • Saudades de Blumenau – SC, Oktoberfest, das ruas da cidade, limpas, organizadas, Batata recheada, cultura alemã, das mulheres linda e maravilhosas.

  • Saudades do melhor camarão no bafo do Brasil, que só tem na Fazendinha. Saudades do peixe na brasa que comia no Curiaú. Saudades da gengibirra. Saudades dos sabores da minha terra de coração.

  • Em termos de boteco, estou com saudades do Copa 70 na antiga Primeiro de Dezembro, lá tem um charque com macaxeira que é um espetáculo. Boteco legal e o melhor peixe frito que já consumi é do Biras Bar na 14 de Março em Belém.
    Vontade mesmo estou de comer um peixe frito no ver-o-peso, embaixo daquelas lonas plásticas em um baita calor e tomando uma Cerpa. Que maravilha!
    No Nordeste tem o camarão na moranga do restaurante Camarões na praia de Ponta Negra, em Natal. E a quiabada com charque do restaurante do Pelourinho em Salvador. Tá bom de parar senão vou ter que ir atrás do sonrisal.

  • Saudades das comidas do interior de Goiás onde minha avó mora (cumari-GO), doce de tudo que se possa imaginar…outra saudade tbm é de uma torta de jacaré da minha tia que mora em Araguatins-TO.

    • Gino
      Concordo com você, a Picanha na Pedra com Arroz a Piamontê do Tuchê, também me dá muita saudade. eu era frequentador assiduo até pq era bem próximo de casa.

  • Saudades do petiscos do City Bar, na minha época de Campinas. O Melhor Bolinho de Bacalhau do Mundo (segundo eles), Melhor empadinha de camarão (segundo eu mesmo) e a cerveja bem gelada. E pra finalizar um pastel de Belém de dar água na boca!!

  • Ai… Concordo com o Seles Nafes. Tanta notícia difícil de digerir e vc nos brinda com um tema tão bacana: boas lembranças… Uma grande saudade é do tucunaré na brasa com pimenta e muita farinha que eu costumava comer em Santarém-Pará… Meu tio preparava com tanto carinho quando chegávamos lá que acho que se tornava o mais especial dos temperos… Saudades mesmo. Santarém é uma terrinha boa demais!!! Abçs…

  • Poderia falar do choppe dos petiscos de Blumenau em um Bar Mirante ouvindo tango e dois coroas muito animados a dançar. Poderia falar do Porcão em Recife (adoro um bom churrasco). Do carneiro atolado no arros de Fortaleza ou o carangueijo no leite de côco que vemos muito pelo nordeste. Da muqueca e do tutú que a Mari fazia (hoje em Campo Grande). Do pastel de bacalhau da feira de São Paulo ao arroz branco do Macacoari quando criança, mas tudo isso em nada se compara às comidas que minha mãe fazia com carinho e amor, e olha que nunca usou “sazon”, eram temperos naturais assim como seu aprendizado na cozinha. Saudade…

    • Puxa, Beneran! Tens razao. Tempero de mae eh especial e inesquecivel; tempero de mae tem gosto de amor…saudades da minha. Um gde abraco.

  • Lembro bem, da linguiça de surubim, que comi em Oriximiná/Pará, assada na beira da praia e com uma cerveja bem gelada…..Saudades!!

  • HUM!!!
    Do porcao de BH;
    Da vento aragana de SP;
    do trapiche da BA;
    das parias do CE;
    Da ilha de margarita no Caribe;
    nao posso esquecer do filhote da D.Flora na fazendinha…uma delicia!!!!e o escondinho de charque do Garcia no Terrazo,belezura!!!!e do c. quente da parado do cachorro quente!bjs
    muitas lembranças…

  • Morando no RJ e com minha esposa e filhas em Macapá, aproveito o tempo livre para apreciar os sabores cariocas, a cebola do outback, o bacalhau do Da Silva, churrasco no Porcão, Picanha do Garota da Urca, petiscos dos botecos cariocas e claro, diariamente as empadinhas do Bar Urca quando saio da ESG. Não por menos engordei 7kg aqui. Mas como bom caboclo, nascido em Santana, que cresceu tomando açaí todo santo dia, fico contando as horas de chegar em Macapá, pegar o peixe assado, pirapitinga, lá no Igarapé da Fortaleza, o açaí do Val, do grosso,SEM AÇUCAR, a farinha de mandioca da feira e encher o bucho até não aguentar mais… Disso eu tenho muita saudade… Que bom que na sexta di 29 chego aí para dar um abraço de feliz aniversário em um grande e ilustre amigo, matar a vontade de tomar açaí batido na hora e depois votar no Lucas…
    Esse fim de semana promete.

  • hummmm…..do açai “amassado” na peneira pela minha vó teté em sua casa lá no “canal” (mendonça junior) e ultimamente do cafézinho na casa do alemão (entrada de Petrópolis-RJ) com aquele friozinho de serra….hummmm.

  • Adoro comer bem e sem frescuras, sendo assim, saudades, eu, e ela, minha esposa; de um cantinho da ilha da magia (floripa), do boteco do seu antonio – de uma boa ostra no bafo , colhida na hora! regada a (antartica original) e da familia da faculdade!

  • Lembro do sanduiche de mortadela do mercado municipal de SP… é unico… até hj nunca comi um igual…!!!

  • Dos 7 anos que morei em Campinas, salivo ao lembrar do croisant de Peito de Peru com Provolone, da Padaria Nico 24h. A fornada das 3:15 da madrugada era a fantástica. Era o melhor salgado no mundo… pelo menos do meu mundo…

  • Bem, se formos falar em comida acho que não existe lugar melhor pra se comer do que em SP, mas ká pra nós! Um camarão PITU no bafo, com aquela pimentinha no tucupi, junto com uma boa farinha baguda é pra matar, ainda mais se tiver aquele açaizinho pra arrematar.

  • Sou amapaense e de vez em quando nas férias traio a culinaria tucuju para conhecer os pratos de varias cidades do mundo. Para começar…aqui perto, adoro a pizza paraense da LA TRAVIATLA (desculpe a grafia pode estar errada!) …hummmm..camarao rosa, jambu e uma pimentinha com tucupi..nao encontrei outra igual, o segredo é o ponto do jambu! Em Sampa…nao pude deixar de comer o pastel de bacalhau do Mercado Municipal e ainda, em agosto tem a festa da NOSSA SENHORA DE CHERUPITA padroeira dos italianos no Bexiga, gente…comi de tudo do tradicional espagheti ao nhoque etc etc fora as sobremesas…imaginem que eu estava com um barrigao de 09 meses so esperando a chegada do baby!! kkkkk adorei…nao ficava na fila de espera..sim…vai uma multidao para la comeeerrrrr, eu comi tanto que o bebe quase nao nascia, acho que ele queria ficar ainda na barriga para esperar outro final de semana par comer comigo na festa italiana do Bexiga! Valeu pelo post…adoro comer! kkkkkk

  • Bem depois de ler essas delicias e ter ficado com agua na boca a vontade esta relacionada de pessoas, familia, pois na minha infância final de tarde meu pai srºMergulhão preparava aquela pupunha e macaxeira quentinha com café preto regado a uma boa conversa em família esse é sabor paranese que sinto saudade.

  • Sem dúvida morro de saudades de vários botecos… como bom mineiro que sou, mas, tira-gosto é o jiló frito empanado com queijo em lascas… fantástico é vendido em um bar no bairro Esplanada em Beagá… QUEM NÃO GOSTA DE JILÓ COMO EU, SEM MEDO, GENTE É DIFERENTE DE TUDO QUE JÁ COMI NA VIDA!!! SE FOR EM BEAGÁ VÁ, POIS VERÁS QUE JILÓ PODE FICAR BOM DEMAIS DA CONTA HEEHEHE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *