• Ele esqueceu que foi o único governador que não se reelegeu?
    Ele deveria aproveitar o tempo e estudar para passar em um concurso, afinal, está desempregado, pois política não é profissão. Ou será que sua CTPS está assinada? hein?

  • Que concurso, meu caro? O estado Ta quebrado, Ta falido, no fundo do poço, exceto para contratos administrativos e cargo a de confiança do atual governo. Por que ate os concursados estão na forca. Ele tem que rir mesmo, não defendendo, mas gente vamos fazer uma analise entre os dois governos e refletir sobre o qual dos dois o estado estava em situação melhor. E se falar e só sair da bolha de Góes e Capiberibe eu te falo pensa no Clécio e no seu partido e análise se a situação da prefeitura melhorou.

  • bem na administração do governador Camilo nos servidores pelos menos tinha um reajuste linear para todos e agora nem isso, tem um parcelamento de salários e um arroxo fiscal .agora José???? Os professores deixaram de receber um reajuste bom de 16% gora estar fazendo falta .

  • Cá com “meus botões”, lembrei da minha infância e as histórias infantis com seus príncipes e princesas, com liberdade para parodiar, a famosa frase “ESPELHO, ESPELHO MEU EXISTE “PIOR …” QUE O MEU??? (Deixo a resposta em aberto).

  • Eu acho é pouco. Não tenho pena de professor, nem de médico, enfermeiro. Eles so pensaram nos seus umbigos. Nas suas classes e nos seus bolsos. Só sinto por quem não teve culpa e ta pagando, como os alunos. Essas classes, tinham que ter vergonha na cara e ficar calados. São cumplices.

  • Não conheço o modelo de gestão do Estado do Pará, nem tampouco defendo Governador ou bandeira partidária, porém é louvável a atitude do Governador, pois deu à “cara a tapa” e não se escondeu/acovardou atrás de seu secretariado, pois ele próprio informou a sociedade e principalmente aos funcionários do estado, as medidas que serão adotadas para conter a crise, porém fazendo o possível para não parcelar salários e tirar direitos dos servidores efetivos.

    Resumo das medidas do decreto de contenção de gastos no Pará.

    Fica determinada:

    – A redução de 20% por órgão e entidade nos gastos com locação de veículos, concessão de diárias, aquisição de passagens aéreas, contratos de vigilância, limpeza e conservação, telefonia fixa e energia elétrica;
    – A revisão do número de servidores temporários;
    – A redução dos valores gastos com gratificações e vantagens variáveis;
    – A fixação de teto para o pagamento dessas vantagens.

    Ficam proibidas por um ano:

    – A contratação de servidores temporários, criação de cargos, empregos ou funções;
    – A contratação de consultorias e celebração de aditivos de contratos administrativos;
    – As reestruturações de órgãos e entidades e criação de gratificações, cessão de servidores com ônus para o Governo do Estado, criação ou implantação de planos de cargos, carreiras e remunerações que impliquem em aumento das despesas.

    Ficam restritos:

    – O uso dos serviços de telefonia móvel com ônus para o Estado, sendo limitado a valores mensais, assim como o abastecimento de veículos;
    – O uso de veículos de representação.

    Ficam condicionadas:
    – As renovações de contratos de natureza continuada e de aluguel de imóveis.
    Governo do Estado do Pará
    Secretaria de Estado de Comunicação

  • A situação em que vive o Estado do Amapá, hoje, de abandono, de desesperança em um futuro melhor para os nossos filhos e netos, tem culpados. A culpa é de 12 anos de governo do PSB e 10 de Governo do PDT. Esses governos não se preocuparam em Gerenciar o Estado, apenas fizeram política. Entendo isso, eles fizeram o máximo que suas capacidades lhes permitiu atingir. Mas o pior de tudo foi o Governo do Camilo, que foi tão ruim, que permitiu que o morto ressuscitasse.O Amapá não merece o castigo de mais um governo desses incompetentes. Que Deus abençoe o nosso povo e que o nosso São Jose ilumine nossos caminhos.

Deixe uma resposta para Helena Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *