Sambando na cara do Mensalão

Vendo o julgamento do mensalão, os valores de recursos parecem tão pequenos comparados aos nossos valores apontados nas investigações da Operação Mãos Limpas.

Vamos comparar os desvios:

Mensalão – 170 milhões
Esquema Cachoeira/Delta – Aproximadamente 600 milhões
Mãos Limpas do Amapá –  2 (DOIS) BILHÕES.

Dizem que serão aproximadamente 160 os indiciados, e que o julgamento será enooooorme, também deixando o do mensalão no chinelo.

Perto das Mãos Limpas , do Amapá, o mensalão vira mensalãozinho.

  • Amiga Alcilene, lamentável a comparação. Só nos dá vergonha. E o que é mais grave, alguns dos envolvidos já estão em campanha pedindo voto para a população.

    • Verdade,muitos dos que choram esta vergonha continuam atrelados aos “mãos sujas”,não querem mudanças,tá bom p/eles.Quem não tem “cara”,não tem vergonha.

  • Apareceu gente querendo me fazer acreditar que ninguém foi interrogado, foram lá só papudar, ops, passear.

  • Quer dizer então que o mensalão é pinto perto da Turam que quer ser julgada pelo povo?
    Ègua meu…. No IDEB o fona. No INCD (Indice Nacional de Corrupção Descarada)primerão.

  • Por essas bandas Tucujus, candidato 6 vezes cassado é lider em pesquisas e parece que as decisões judiciais não valem nada. Lembram da operação POROROCA? O sr. João Henrique(o poste) tá lampeiro e pimpão e é candidato a vereança.PASMEM!!a construtora MÉTODO engenharia, envolvida até o cabo com as falcatruas e desvios, virou VEX e agora constrói prédios verticalizados e tá de conluno com um deputado que enriqueceu do dia para a noite. Ex-governadores, ex-deputados, ex-empresários, ex-prefeito, etc…, estão todos ai sendo candidadatos e sequer são molestados pelos delitos que cometeram. EM QUEM CONFIAR? Aonde está o dinheiro que foi pilhado dos cofres do Estado e da União. Então vale a pena roubar? afinal ninguém é punido. No Iapen e na carceragem da PF não há uma alma viva de todos os envolvidos e denuncidaos pelos esquemas de corrupção e desvio da verba pública. Não adiante operação de pororocas e maõs limpas se, no final, não dá em nada.”tudo como dantes no quartel de Abrantes”, como dizia o saudoso Ulysses Guimarães, referindo-se à falta de mudança nas coisas.

  • No final a ficha vai cair: o povo não elegerá alguém que ficou um longo período no presídio acusado de desviar dinheiro público. É só mostrar as imagens que a memória da platéia será reavivada.

  • Tem que se acabar com reeleição e a possibilidade de que pai, mãe, tio, irmão, primo, de qualquer pessoa que esteja em cargo eletivo possa se candidatar… Assim acabaríamos com essas oligarquias, coisa do sertão nordestino do século XIX que ainda vemos por aqui, que favorece muito a corrupção…

  • O mensalão que seria o maior julgamento da história já, de cara vai perder de careta pro nosso pessoal. Ègua.

  • Eu sabia que o trabalho das emissoras do senador tapetão, do jornal A Gorgeta e daquele advogado sem moral que fala 101.9, ajudaria a confundir parte da população em relação a esse prefeito que esta aí, mas 29% é fácil de destruir, ainda dá tempo.

    • Aproveitamos para convidar toda população amapaense indignada com a corrupção e a impunidade para comemoração do 2º ANIVERSÁRIO DA OPERAÇÃO MÃOS LIMPAS. Será em frente a Assembleia Legislativa, às 16 h, no dia 10 de setembro.
      No ano passado o Movimento Mãos Limpas comemorou o 1º aniversário com a distribuição de pizzas na Praça da Bandeira, neste ano comemoraremos com… Participe e descubra.
      Movimento Mãos Limpas
      8118 4640 – 9145 4717

    • É isso ai caPANEMA!A Panema se instalou no Amapa com a eleição de WG.De fato não podemos ficar muito tempo longe da midia nacional.Um Estado que é inversamente proporcional aos seus escandalos.O escandalo mais proximo é o da reeleição do primo RG, passou um tempão guardado em Brasilia e ainda tem gente que o exalta. Coitadinho, meninão. De besta só tem a corrida! Alcilene e o Restaurante popular no pacoval ainda existe? Que fim levou?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *