RE

A Rádio Educadora funcionou em Macapá em plena ditadura militar. E foi fechada pela dita. Era da prelazia e funcionava naquele espaço que por muitos anos foi a Gráfica São José, na avenida Leopoldo Machado, no Jesus de Nazaré.

Tenho vagas lembranças da RE, mas sei que essa rádio formou uma leva muito boa de jornalistas e radialistas.

Quer saber sobre a Rádio Educadora?

Pois o jornalista Rodrigo Cunha deixou esse comentário aqui no blog

Apesar de nunca ter vivenciado esses tempos da Rádio Educadora (pois nasci em 1985), aprendi a amar a emissora pelas sua história, pelas histórias de quem passou por lá e o legado que a emissora deixou. Isso me cativou a pesquisar mais e mais sobre a emissora e a publicar o único exemplar da monografia da minha graduação, na Faculdade Seama. Quem saiba se transforme em livro. Consegui entrevistas muitas pessoas, mesmo assim outras não consegui contato: conversei com João Lázaro, Osmar Melo (saudoso), Nazaré Farripas, Graça Pennafort, J. Ney, Domenico “Domingos” Bottan (in memorian) e até com Gaetano Maiello (na Itália, por telefone), entre muitos outros. No endereço http://radio-educadora.blogspot.com vocês podem ler algumas mensagens que reproduzi da coluna sobre a Radio Educadora no jornal A Voz Católica. Breve irei também colocar a monografia na íntegra aqui na internet para poder ler. Abraços!

Algumas notinhas do jornal A Voz Católica sobre a RE

Noticiário RE – 26/07/1969

NO intuito de agradar e garantir a permanência dos ouvintes na sintonia de nossa emissora, a RE, por ocasião do grande feito da Apolo-11, esteve em cadeia com a Voz da América transmitindo os lances emocionantes da conquista da Lua pelo Homem, desde o lançamento à chegada à Terra, dos três novos heróis do espaço.

A Nova voz que os ouvintes da Educadora vêm ouvindo acompanhando Joaquim Ramos no Vamos Acordar Pessoal, é uma das mais novas aquisições da “mais ouvida”. Trata-se de Osmar Melo.

NA Guanabara e em São Paulo manteve contatos com nossos clientes e representantes e cumpriu importante missão de interesse da nossa emissora Elcy Lacerda, da equipe dirigente da RE. Elcy deveria voltar na próxima semana, trazendo novidades para nós.
RECEPÇÃO – Foi verdadeiramente cativante e carinhosa a recepção que os funcionários e colaboradores da Rádio Difusora cercaram, domingo último, os integrantes da equipe RE, por ocasião da visita que fizeram às instalações da emissora oficial. Os locutores Jota Ney e Cristina Homobono e o próprio diretor do órgão, Sr. Carlos de Andrade Pontes, foram pródigos em gentilezas com os visitantes. Eles retornaram entusiasmados e agradecidos pela acolhida que lhes foi dispensada
NOVO COLABORADOR – Padre Domingos Bottan é o mais novo colaborador da Rádio Educadora, fazendo a “dobradinha” de sacerdote com o Padre Caetano Maiello, que passou a dedicar mais seu tempo à parte cultural e intelectual dos meios de comunicação da Prelazia – a Rádio e a Voz Católica. Padre Bottan encarregar-se-á da parte técnica e administrativa, juntamente com os leigos que anteriormente já atuavam nos referidos setores.

Pra ler mais vá em

http://radio-educadora.blogspot.com/

Foto: Arquivo João Lázaro
Foto: Arquivo João Lázaro

Olha a professora Conceição Medeiros, que nessa época era a radialista Conceição Furtado.

  • Coincidência. Acabei de postar no blog uma foto do João Lázaro entrevistando o Jomassan na Rádio Educadora.
    Lene, na época da ditadura os padres abriram espaço para nós na rádio. Era lá que fazíamos nossos salões de arte.

  • Bom dia a todos. Sou o filho de Domenico Bottan, ou o Padre Bottan, ou Domingos Bottan como vocês o conheciam. Gostaria somente de expressar minha felicidade em saber que pessoas como vocês ainda mantém viva uma história tão importante quanto a da Radio Educadora. Meu pai, durante toda a vida, teve um carinho enorme por esse lugar e toda Macapá onde fez grandes amigos que até hoje fazem parte de minha família. Parabéns pelo excelente trabalho!

    Att,

    Fabio Bottan

    • Oi Fábio.
      Sou Jesus Eurico, era professor em Nioaque (antigo Mato Grosso e, hoje Mato Grosso do Sul) em 1976 quando o Pe. Domenico Bottan lá chegou para trabalhar. Fizemos amizade e foi uma grande pessoa. Muito querida na cidade. Tenho poucas informações sobre ele depois que saiu de Nioaque. Uma delas é que tinha deizxado de ser padre. Hoje por acaso lembrei dele e pus o nome no google e encontrei a informação que tinha falecido. Envio mês pesames, mas tenho boas lembranças da passagem dele lá por Nioaque.
      Um abraço.
      Jesus Eurico.

      • oi Jesus,

        é sempre bom conhecer alguém em comum ao meu pai. Estamos levantando algumas informações adicionais, principalmente da época de seu trabalho como missionário, para serem colocadas em um livro sobre a vida dele.
        Caso tenha alguma história em particular ou até mesmo conheça alguém disposto a escrever algumas palavras sobre ele, por favor peça para que me direcione ao email [email protected]

        Muito obrigado!

        Abs, Fabio

  • Bom dia Lene. Na foto, estão também três saudosos amigos: sentado, o Wálter Marques, abraçando a Conceição, o Chiquinho e sentado, Moacir Banhos, (o p.. de galinha ), que foi meu chefe na RE e na RDM. Com ele aprendi muito e de vez enquanto estou colocando em prática algumas das muitas lições de vida que ele me ensinou.

  • Braslia/DF, 19/10/2009.

    Sou amapaense,resido em Brasilia, há 18 anos, mas sempre estou em sintonia com o meu Estado, e diariamente visito o seu blog. A foto também revela a figura de MOACIR BANHOS DE ARAUJO, um dos expoentes da imprensa amapaense, genitor da minha esposa MAGALI,e à época diretor da Rádio Educadora. Parabéns pela lembraça, e também pela divulgação do legado cultural amapaense. Jonatas/Magali

    • Ei Jonathas, desse um sumiço que temi pelo pior. Fico feliz por saber que estás bem. O Botinha,ops, o delegado Cardoso, também nunca mais encontrei. Foi por muito tempo, junto com o Pedrinho Marques(aposentado pela LBA e residindo em Fortaleza),meu parceiro de praianinha, no canto da biblioteca Elcy Lacerda e no bar do Tôtô. Felicidades pro casal. Zeca Banhos, pai de sua esposa, era uma figura especial, como profissional, seresteiro e amigo. Fiquem com Deus

      • Brasilia/DF, 20 de outubro de 2009.

        Do mesmo modo retribuo a gentiliza. Fico também feliz em saber que você está bem. Em breve vamos nos encontrar aí, juntamente com o outro amigo Moacir Tavares. Saúde e paz. Um abraço. Jonatas

  • Gostei bastante da foto, especialmente porque lembrei o saudoso amigo Walter Marques (sentado ao canto), que detinha uma poderosa voz. Valeu João Lázaro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *