Randolfe, sobre aproximação com Waldez: “não ajuda ficarmos nos digladiando”

Perguntado em relação a recentes aparições ao lado do pedetista Waldez Góes, o senador Randolfe Rodrigues (Rede) não balançou e foi firma na resposta. Nada de aproximação política. Mas sim entendimento para ajudar a conter a crise.

“Incompatível nas eleições deste ano qualquer possibilidade de aliança. A mesma coisa em 2018. O que acontece é um entendimento de lideranças, que num momento de crise como esse, não ajuda em nada ficarmos nos digladiando. Todos sabem que o governador já está em processo de escolha do candidato dele a prefeito de Macapá, e o meu objetivo é reeleger o prefeito Clécio. Isso, entretanto, não impede que estabeleçamos agendas comuns, de forma madura, priorizando os interesses do Amapá”, afirmou Randolfe.

Espírito republicano!

  • Extremamente Republicano!
    O Senador muda de partido (conforme a maré), se alia com Deus e o diabo de acordo com a conveniência do momento (que agora é o objetivo, confesso, de reeleger seu candidato, que sequer é do seu partido… pelo menos de mentirinha…rs).
    Nos tempos políticos atuais, há como ser mais “republicano”?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *