Randolfe denuncia caos e descaso no sistema aéreo do Amapá

A escassez de voos e o preço altíssimo das passagens aéreas para o Estado do Amapá, foram  o tema de protesto do pronunciamento do Senador Randolfe Rodrigues  (PSOL-AP) nesta quinta-feira (28) no plenário do Senado.

 

“Absurdo. Este é o termo correto a ser utilizado para a situação de completo abandono e de caos do sistema aéreo da minha cidade de Macapá. No Amapá já temos um conjunto de problemas de infraestrutura básica, como saneamento e distribuição de energia elétrica. Agora sofremos com o problema de “duopóplio” existente no país, das companhias TAM e Gol, que em Estados mais distantes, como Amapá e outros Estados da Amazônia, torna praticamente impossível o deslocamento”, diz Randolfe.

Segundo ele, as passagens estão mais caras que para viagens internacionais e as vagas são escassas, isso quando há vagas.  “É muito mais barato chegar em Paris ou Lisboa do que ir para o Amapá, isso é um absurdo”, protestou.

O Senador lembrou ainda do agravante que é a paralisação das obras do aeroporto internacional de Macapá, há mais de dois anos.  Esse descaso foi tema de uma representação apresentada pelo Senador, em maio de 2012, no Ministério Público Federal. Randolfe já está preparando uma nova representação ao órgão denunciando agora o preço das passagens e a ausência de voos.

Em reunião com a secretaria da aviação civil, há duas semanas, a bancada do Amapá recebeu a informação de que até o final de dezembro as obras serão recomeçadas, porém para Randolfe essa reposta não condiz com a necessidade do povo do Amapá. Ele considera descaso e irresponsabilidade da Infraero essa situação.

 


Gisele Barbieri

  • Gostaria que todos os parlamentares, dos três níveis , federal,estadual e municipal,ajudassem o senador Randolfe nesta causa,pois afeta todos os amapaenses! Uma passagem MCP/BSB/MCP,hoje custa R$ 4.000,00. Mais caro do que viajar 30 dias de férias para a Europa! É uma vergonha!

  • Enquanto isso, ou ficamos “ilhados” assistindo a “derrocada” do nosso pobre Estado, ou nos submetemos aos preços extorsivos praticados pela TAM e Gol.

  • Os serviços dos aeroportos, no Brasil, salvo poucos, com certeza não serviria nem como feira livre. Contudo, estimado senador, que tal virar e usar sua altissima compreensão da realidade para o caos que está caminhando o Amapá; Saúde, Educação, não somente transportes aeroviarios, mas também urbano, intermunicipal, entre outros. Que tal olhar um pouco mais para nosso Amapá, o cachoeira é caso de policia, vc ja fez sua parte… TRABALHE MAIS PELO AMAPÁ ESPECIFICAMENTE, não esmoreça, não retroceda. Vamos crescer juntos! Assim uma sociedade, ao menos, racional se constroi, cada um sabendo não somente seus direitos + tambem suas obrigações.

  • Até que enfim alguém pra gritar socorro estamos ESQUECIDOS, quando viajamos para outras regiões do Brasil descobrimos o quanto sofremos por falta de opções de transportes, vou citar um exemplo claro disso: é mais barato viajar de avião de Macapá pra São Paulo tendo o võo a duração de 5 horas, do que Macapá pra Santarém – PÁ, o võo tendo duração de 1 hora, é preciso colocar urgente võos regionais pra desenvolver a região norte esquecida do Brasil.

  • Até que enfim um politico que olha de verdade p/os problemas aeroviários deste pobre e sofrido Amapá, enem é filho legitimo destas terras tucujus.É
    realmente um assalto dessas companhias aéreas que “mais se servem dq servem ao povo”, que daqui precisa ir e vir por este meio de transporte.Verdadeiro assalto aos nossos bolsos.Viajar p/o exterior é mais barato dq p/dentro de nosso própio país e até mesmo dentro da nossa região.Os serviços dos aeroportos,então,nem se fala,todos de péssima qualidade,e dizer que se vai sediar uma copa do mundo por aqui,AFF!
    Nossos governantes estão precisando muito é de vergonha na cara,só corrupção e roubo neste país.
    Parabéns senador pela bronca na Infraero e cobre mesmo um serviço melhorado p/o nosso Amapá.Damos lucros à essa companhias e não é pouco.Pagamos caro p/sermos transportados que nem lixo em containers,paus-de-araras e com direito a beber um copo com água e sem reclamações.

  • Além de ser um descaso e irresponsabilidade da Infraero também é um descaso político, pois se os outros senadores e deputados federais fossem mais atuantes e compromissados como o sen. Randolfe, as coisas certamente estariam pelo menos um pouco melhor. Nossa bancada é fraca! É um descaso político também.. as passagens estão o olho da cara mesmo e as vezes ficamos “ilhados” sem ter voo.. Por exemplo, fui selecionada entre 15 pessoas do Brasil para apresentar trabalho no Fórum Brasileiro de Segurança Pública que ocorrerá de 16 a 18 de julho em Porto Alegre e provavelmente não vou, pois está quase impossivel custear as passagens, na GOL está 2 mil e pouco.. o preço de uma passagem para Paris e na TAM nem assento tem mais. Lamentável.. se o aeroporto tivesse mais estrutura o Amapá teria como receber mais voos e até mesmo outra empresas áereas para haver concorrência e o preço cair.. pois como são apenas GOL e TAM eles superfaturam nos preços das passagens! Revoltada…

Deixe um comentário para carla Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *