Que absurdo

Governo e Prefeitura de Macapá ignoram debate sobre o Hospital do Câncer

Por Eduardo Neves

A obra do Hospital do Câncer paralisada desde 2004, foi tema de debate em audiência pública, realizada na quinta-feira, 11, na Assembleia Legislativa do Amapá, a pedido do deputado estadual Camilo Capiberibe (PSB/AP). O governo do Amapá e o prefeitura de Macapá não enviaram nenhum representante.

“Primeiro é uma falta de respeito, tanto com a Assembleia Legislativa, quanto para com a sociedade que precisa de uma resposta do poder público sobre a destinação do Hospital do Câncer”, disse Camilo Capiberibe, ao convidar para a mesa dos debates, o deputado Rui Smith (PSB/AP), o promotor Marcelo Moreira, da promotoria da Cidadania, a presidente da Associação de Portadores de Câncer e Mama do Amapá, Vanúbia Andrade, a presidente do Conselho Estadual de Saúde, Zilnaide Teixeira, o presidente da Comissão de Direitos Humanos da (OAB/AP), Washington Picanço e o coordenador Geral do Sindicato de Enfermagem e dos Trabalhadores na Saúde, Dorinaldo Malafaia. Além da sociedade civil e de parentes de pacientes com câncer, apenas o deputado Leury Farias (PP/AP) participou da audiência.

O promotor Marcelo Moreira informou que no Amapá seriam diagnosticados aproximadamente mil casos de câncer por ano. Disse que a fila do TFD é grande e de certa forma discriminatória, pois não atende 100% dos casos necessários de atendimento. Falou ainda da intervenção por parte do Ministério Público através de Ação Civil Pública para a instalação da UNACOM no Estado do Amapá, após receber denúncias e até presenciar mortes de pacientes portadores de câncer. “A partir do dia 11 de março de 2009 o Estado do Amapá passou a receber o repasse para funcionamento de uma UNACOM”, informou.

Ao concluir o promotor Marcelo Moreira, ressaltou que há um pedido do Ministério Público para que o Hospital do Câncer não fosse transformado em Hospital Metropolitano, e que seja mantido o projeto inicial.

  • A Quadrilha está toda envolvida na Operação Pororoca,como vai dar importância.O povo é que se lasque.

  • Seria de bom alvitre, colocar a assinatura do senhor Eduardo Neves como o faz a blogueira e jornalista Alcineia Cavalcante:
    Ela bota assim: *Eduardo Neves é assessor de imprensa do deputado Camilo Capiberibe.
    Não fica mais bonitinho?

  • E isso não é notícia ?Ou noticias são as mentiras no rádio todos os dias e todos os horários.Porque o governo não mandou o Bala Pororoca lhe representar e o prefeitinho,cassado 6 vezes, não mandou para lhe representar o Carlos Pororoca.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *