Publicando a pedido do autor.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

De Hildemar Jorge Mauro

Esclareço à sociedade amapaense em geral, que a partir de 04/09/2012, fui vítima de uma sórdida armação, em que denúncias infamantes, caluniosas e levianas foram feitas contra mim, culminando com um processo que está na Justiça do Estado do Amapá, em fase inicial de instrução. Na Justiça terei, finalmente, a oportunidade de provar a minha inocência, oportunidade que até então não me foi dada. Afirmo a minha total inocência, e tenho como provar. É apenas uma questão de tempo.

 

Já se passaram cinco longos, doloridos e amargos meses, em que me mantive calado e preparando a minha defesa. Fui abandonado por alguns, é bem verdade, mas é comportamento próprio da natureza humana. Com a exceção do delegado que conduziu o Inquérito Policial em 2012, não me manifestei contra ninguém mais, e nem pretendo fazê-lo.

 

Nos dias 24, 25 e 27/02/2013 tive a minha vida sacudida por outra infâmia. Um jornal local publicou matéria atribuindo a mim a autoria de um relatório em que servidores da Secretaria de Estado da Educação/SEED teriam sido espionados, e que eu teria assinado esse relatório. Repudio veementemente tais informações por serem inverídicas e caluniosas. Desconheço tal relatório e, se por acaso, tem uma “assinatura” minha, é falsificada ou montada, o que uma pericia técnica pode atestar.

 

Entrarei, nesta semana, com ação por danos morais contra aquele jornal, bem como contra um radialista que repercutiu amplamente aquela matéria, também de forma leviana, caluniosa e infamante nos dias 25 e 26/02/2013, em seu programa. Nem a direção do jornal e nem esse radialista se deram ao cuidado de “checar” as informações que veicularam e divulgaram. Não se alegue que não fui encontrado, pois na UDE é possível obter o número do meu telefone celular e o meu endereço. Mas toda a sociedade amapaense sabe muito bem qual o tipo de jornalismo que esse jornal e esse radialista praticam.“Ai, dos escandalosos! Melhor seria amarrar uma corda ao pescoço e se atirar ao mar!”, alertou Jesus Cristo. Haverá pior forma de escândalo do que proferir calúnias?

 

Sei que aquela matéria teve uma repercussão altamente negativa no seio do Ministério Público, mas, com o devido respeito, lembro aos senhores membros, fiscais da Lei, que tenho direito à ampla defesa e ao contraditório, o que até esta data, em ambos os episódios, de 2012 e 2013, não me foram concedidos. Na Justiça do Estado do Amapá certamente terei esse direito e a verdade prevalecerá. A minha inocência será provada.

 

Orei muito a Deus que tocasse o coração da advogada que me acusou de tê-la extorquido e de todos os que me caluniaram. Dia 13/12/2012 ela confidenciou a uma pessoa amiga que “se arrependeu do que fez contra mim, e que se fosse hoje não faria o que fez”. Isso, por si só, me consola e reforça a profunda fé que sempre tive em DEUS.

 

Por último, agradeço a divulgação, e todas as manifestações de apoio que recebi e as orações que fizeram em meu favor.

 

Macapá (AP), 02 de março de 2013.

Hildemar Jorge Mauro

  • Esses delegados(as) da policia civil estão acostumados a usarem o cargo de acordo com seus interesses pessoais , eu também já fui vitima de uma armação desses nobres senhores.

  • Acompanhei este caso do Hidelmauro que é da terra boa Afúa, o radialista que passou uma semana detonando ele foi o Carlos Lobato e o Jornal foi a Gazeta, mais é o Sr: Hidelmauro não saia do Palacio do GEA, trabalhei lá em 2011 e este senhor era figura carimbada para audiencias com o Gov: Camilo, enfim fica a pergunta, Cade o seu Governador Sr: Hidelmauro? lhe abandodou?…que vida cruel hem? nossa senhora ainda bem que sai do Palacio e voltei pra minha secretária, mais os fatos foram amplamente divulgados em toda a imprensa do Amapá

  • Esse cara é mau carater mesmo. Agora está se fazendo de santo, mas quem o conhece se deixa enganar pelo mesmo, pois tem lábia e sabe enganar as pessoas. Quem sempre quer dá uma de esperto, a casa um dia cai. Durma na cama que você mesmo preparou, você não engana mais ninguém.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *