Prefeitura de Macapá monitora caso suspeito de coronavírus

 

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Vigilância Epidemiológica, monitora um caso suspeito de coronavírus em Macapá. O caso em questão é de uma mulher de 27 anos, que veio da Tailândia. Em Macapá, ela buscou atendimento na UBS Lélio Silva, onde foi avaliada por um médico e efetuou a coleta de exame de escarro na própria unidade. O material já foi encaminhado para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen), que dará os resultados.

A paciente foi liberada para isolamento familiar por não apresentar sintomas graves da doença, recebeu kit de máscaras e recomendações sobre os cuidados básicos, e será acompanhada por uma equipe da vigilância municipal, até que se tenha o resultado do exame.

Ao Município cabe a avaliação de casos com sintomas da doença em todas as unidades de saúde. Como parte do Plano de Enfrentamento ao Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde apresentou aos profissionais das UBS’s o fluxo de atendimento a casos suspeitos de coronavírus. O protocolo trata das providências a serem tomadas quando pacientes suspeitos da síndrome respiratória buscarem atendimento em uma unidade do Município.

Coleta de exames

Em Macapá, as amostras biológicas dos pacientes serão colhidas pela Unidade Básica de Saúde Lélio Silva e enviadas para análise no Laboratório Central de Saúde Pública. Os exames são feitos a partir da coleta de materiais respiratórios (aspiração de vias aéreas ou coleta de secreções da boca e nariz) e os dados oficiais registrados pelos municípios em um sistema de notificação do Ministério da Saúde.

Monitoramento

A Secretaria Municipal de Saúde orienta que os pacientes com os sintomas da doença procurem o serviço de saúde mais próximo, caso apresentem febre, dificuldade para respirar, tosse ou coriza, associados a aspectos epidemiológicos como histórico de viagem em área com circulação do vírus ou contato próximo a algum caso suspeito ou confirmado laboratorialmente para coronavírus.

Dicas de prevenção

Cobrir a boca e nariz ao tossir ou espirrar; Utilizar lenço descartável para higiene nasal; Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca; Não compartilhar objetos de uso pessoal; Limpar regularmente o ambiente e mantê-lo ventilado; Lavar as mãos por pelo menos 20 segundos com água e sabão ou usar antisséptico de mãos à base de álcool; Deslocamentos não devem ser feitos enquanto a pessoa estiver doente; Quem for viajar aos locais com circulação do vírus deve evitar contato com pessoas doentes, animais e a circulação em locais com grande fluxo de pessoas.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *