Prefeitura de Macapá faz pesquisa sobre eficácia das atividades pedagógicas não presenciais

A Prefeitura de Macapá fez uma pesquisa, junto às escolas municipais, com o objetivo de detectar o alcance das atividades pedagógicas não presenciais, elaboradas pela Secretaria de Educação. Os dados, que levam em consideração o período de 11 de maio a 26 de junho, mostram que dos mais de 29 mil alunos matriculados na rede de ensino, quase 25 mil receberam algum tipo de material, seja impresso, digital ou ambos.

A pesquisa aponta que de 29.194 alunos, 24.881 receberam tarefas. No ensino fundamental, que tem o maior número de estudantes (20.147), 17.037 ganharam algum tipo de atividade para ser feita em casa, representando 80,6% dos matriculados nessas séries. A coleta de dados, que foi realizada pelo Departamento de Inovações e Análises de Dados da Secretaria de Educação, também mostra que o índice se mantém nas demais modalidades de ensino.

Na educação infantil, 90% dos alunos (6.217) receberam atividades. Já na Educação de Jovens e Adultos, o percentual é de 69%, o que representa 1.103 com tarefas não presenciais, assim como os alunos de creches, onde 78% (684) das crianças receberam material.

De acordo com a secretária de Educação de Macapá, Sandra Casimiro, essas informações são importantes para “traçar estratégias para alcançar os alunos que ainda têm algum tipo de dificuldade no acesso às atividades não presenciais”. Desde que as aulas precisaram ser suspensas, 35 mil apostilas foram produzidas para serem entregues, além dos livros didáticos.

Os materiais podem ser obtidos presencialmente pelos pais nas unidades de ensino e pelo aplicativo “Escola Com Você” – uma plataforma criada para auxiliar o ensino-aprendizagem durante o período de pandemia, além de atividades disponíveis também no site da secretaria.

Secretaria de Comunicação de Macapá

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *