Por causa da Covid, bolsistas brasileiros são impedidos de estudar na França

Por Cristina Boeckel, do Portal G1

Alunos e pesquisadores brasileiros, alguns deles com bolsa, lançaram uma campanha internacional para que o governo francês suspenda um bloqueio que os impede de viajar ao país para estudar. O motivo é a situação da Covid no Brasil.

O grupo, formado por cerca de 350 pessoas que passaram em exames e processos seletivos, mandou uma carta ao governo francês pedindo a liberação.

Desde o dia 23 de abril, a Embaixada da França no Brasil suspendeu a emissão de vistos a estudantes e pesquisadores, pois a categoria deixou de fazer parte dos motivos considerados imperiosos para entrar em território francês.

No dia 9 de junho, a França chegou a flexibilizar a entrada de pessoas de alguns países, mas o Brasil segue restrito por fazer parte dos países considerados em zona vermelha, a mais perigosa em relação ao coronavírus.

Mas o embaixador da França na Índia, país que também tem a categoria vermelha, anunciou que os estudantes do país teriam a chance de receber vistos de entrada.

Surgiram perfis em redes sociais como o Twitter e o Instagram em apoio aos estudantes, estes perfis compartilham a hashtag #etudierestimpérieux (“estudar é imperioso”) — Foto: Reprodução/ Instagram.

Além da França, Alemanha, Chile, Espanha, Reino Unido, Itália, Suíça e Nova Zelândia proibiram a entrada de estudantes brasileiros.

Leia mais em:

https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2021/06/16/por-causa-da-covid-bolsistas-brasileiros-sao-impedidos-de-estudar-na-franca-indianos-obtiveram-permissao-para-viajar.ghtml

https://www.belta.org.br/coronavirus/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *