Polícia é Polícia. Bandido é Bandido. Imprensa é Imprensa

Ontem ouvi interessante entrevista do Major Matias, do Bope, que é especialista em negociação e gerenciamento de crises.

Ele falava dos momentos de negociação com assaltantes que estão com reféns, quando nada pode falhar. (Pausa minha, pra lembrar que os últimos assaltos com reféns, onde houve negociação, apesar dos momentos tensos, tudo acabou bem, com reféns vivos e assaltantes presos). E falou também sobre essa “modinha” amapaense de assaltante ficar ligando do local da ocorrência para jornalistas.

Iniciativa

Hoje a Polícia Militar realiza palestra sobre Gerenciamento de Crises, aos profissionais de imprensa, onde será abordado o trabalho realizado pela PM e o entendimento do trabalho entre a PM e imprensa nesses momentos.

  • A ‘modinha’ amapaense deve ser estudada como case de sucesso, tipo um C.V.V. para sequestradores…
    Polícia é polícia (…), essa frase do Mariel Mariscot [foi vizinho de um tio na Prado Junior] diz tudo: bandido também é um ser humano [homenagem ao Magri, sem sics, please], e vêem no papel divulgador da imprensa a mesma proteção que a impresa confere a sociedade.
    Parabéns aos policiais que têm resolvido essas situações de crise.

  • Tem jornalista que é metido policial. Não conhece nada de segurança e fica atrapalhando policia.

  • Com excessão de pouca pessoas dos que se reivindicam jornalistas, não tenho nenhuma confiança no caráter da maioria dos meios de comunicação e seus titulares. Rádios e TV´s concedidos através de barganhas políticas que estão a serviço de grupos políticos e suas famílias, assim como “jornalecos” que são folhetins de ataques de desafetos de qualquer um(a) que tiver grana pra pagar achincalhamentos. O que vemos no caso da Segurança Plúbica é bem emblemático, o comando da PMM foi vítima de roubo de caixa eletrônico a alguns anos, onde os bandidos entraram e ficaram uma madrugada toda usando um maçarico e simplismente sumiram com a grana. Engraçado que os mesmo veículos de comunicação que alardeam o caos na segurança ficaram caladinhos na época, agora são os arraltos da moralidade e da denúncia. Porque só agora que tudo tá u ruim? Se for pra botar bandido na cadeia na vera, vai ter vaga pra muito jabajeiro da imprensa também…

  • essa concorrencia entre programa policiais;esses apresentadores se acham os tais.creio eu q objetivo de um apresentador e dar informação e ser imparcial.coisa q não acontece,eles kerem ser ao mesmo tempo policial e juiz;resumindo kerem prender e condenar.deviam ser ms eticos em seus posicionametos.a policia esta certa em alertar os mesmos para como agir em situações sinistra

  • Desde que eu entrei para a vida militar fui instruída que local de ocorrência policial ou de atuação dos bombeiros tem que ser isolada e no local só os profissionais de segurança. Eu já tive que fazer atendimento na ambulância preocupada se eu atendia a vítima ou tirava os carniceiros de cima tirando fotos! Gente não respeitam nem os mortos! E invadem os locais isolados, atrapalham o nosso atendimento, é complicado fora que nesses assaltos com vítimas os bandidos entram em contato com uma certa figurinha que se diz IMPRENSA podem perceber! Não sou contra o trabalho dos jornalistas até pq precisamos das informações da Imprensa mais os verdadeiros profissionais respeitam o trabalho dos agentes de segurança, como nós tb temos que respeitar o trabalho da Imprensa, pois a sociedade quer saber os detalhes de tudo. Mas tem alguns “jornalistas” que não tem o semancol e querem tomar o lugar da polícia.

    • Ainda bem que alguns jornalista são vacinados contra o semancol, essa é a imprensa que quero: sem medo de polícia ou bandido. Que está disposta a mostrar a realidade sem medo, pois só assim ela será digna desse nome: IMPRENSA! jornalismo consentido não é jornalismo verdadeiro, por falar nisso gostaria que um jornalista realizasse uma reportagem sobre a necessidade de termos uma corporação de bombeiros sob a égide da hierarquia e disciplina… Deixa eu parar por aqui, pois me falta a coragem desses jornalistas sem semancol…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *