PNAD do IBGE e dados da COVID no Amapá. Baixo isolamento social é um deles

Foto: IBGE

Após o Amapá ter sido o primeiro estado a instituir regime de Lockdown em todos os municípios, o percentual de amapaenses que ainda se mantêm em isolamento social despencou. Passado o primeiro trimestre da pandemia do novo Coronavírus no Brasil, o estado atingiu a maior proporção de pessoas que não fizeram restrições nos 6 meses seguintes.
No último final de semana (24/10 e 25/10), a ação de fiscalização da Prefeitura de Macapá, município que concentra mais da metade dos casos de Covid, flagrou mais de 10 casos de aglomerações e falta de EPIs. Com o decreto de n° 3.334/2020, a circulação de pessoas no espaço público tem se intensificado, e com ela, os números de infecção.
Até setembro, 124 mil pessoas (14,5% da população) haviam feito algum teste para saber se estavam infectadas pelo coronavírus. Em agosto, esse percentual estava em 11,9%, equivalente a 101 mil pessoas. Entre essas pessoas, 46,9% (ou 58 mil) testaram positivo. Segundo dados do IBGE, apenas 23,6% dos amapaenses permaneceram rigorosamente isolados em domicílio.
O levantamento da PNAD Covid-19 (IBGE) também aponta o estado com o segundo maior índice de população ocupada afastada do trabalho devido ao distanciamento social, com 27 mil trabalhadores nessa situação (9,6%), perdendo apenas para o Acre, com 9,8%. Todas as unidades da federação registraram quedas no percentual frente à agosto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *