PMM e GEA garantem gratuidade no transporte público para mais de 10 mil estudantes

 

Camio-Clecio-IMG_2123-2

O Amapá é uma das primeiras unidades da Federação a dar um largo passo na direção da principal reivindicação das manifestações nacionais de junho, o passe-livre. O direito será garantido pela Prefeitura de Macapá e o Governo do Estado, com o “Passe Social Estudantil”. Direito social respeitado pelas gestões municipal e estadual, que tem como prioridade garantir qualidade de vida e inclusão social para os amapaenses.

 

“Não é uma conquista apenas dos estudantes, mas da prefeitura e do governo. Essa é a resposta do compromisso que temos com eles, resultado de muito diálogo e respeito, que possibilitará que esse leque de inclusão seja ainda mais ampliado”, destacou o coordenador municipal da Juventude, Yan Fernando.

 

O benefício será voltado para atender os estudantes dos ensinos médio, fundamental e superior, que pagam meia passagem e estão cadastrados no Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amapá (Setap); inseridos em um dos programas sociais (Renda para Viver Melhor, Bolsa Família, Onda Jovem e Cadastro Único para Programas Sociais – CadÚnico); ou com renda familiar até 3 salários mínimos. A estimativa é que mais de 10 mil estudantes de baixa renda sejam beneficiados pelo passe social.

 

No total serão investidos R$ 500 mil mensais. A Prefeitura de Macapá assumirá 1/3 da demanda e o Governo do Estado 2/3. O Projeto de Lei assinado pelo governador Camilo Capiberibe e o prefeito Clécio Luís foi encaminhado à Assembleia Legislativa do Amapá, para aprovação em regime de urgência, para que possa valer a partir do dia 1º de dezembro.

 

Para o prefeito de Macapá, a mobilidade urbana é uma das áreas prioritárias da gestão municipal. A meta é garantir transporte público de fácil acesso e qualidade em toda capital. “Tivemos a coragem política de tomar essa decisão, que será exemplo para o Brasil. Além de ser um momento esperado por muitas gerações de estudantes. Nossa gestão tem o povo no comando, e não podíamos deixar de atender ao protesto do maior movimento de todos os tempos, o ‘Vem pra rua’, que no mês de junho milhões de brasileiros protestaram por melhores condições no transporte público. Estamos fazendo e ainda vamos fazer muito mais”.

Clecio-1-IMG_2270

O governador do Amapá destacou que esse é apenas o primeiro passo de outros benefícios que virão. “Estamos agindo com responsabilidade. Estudando uma forma de estender esse benefício. Mas o importante é que, nesse momento, quem mais precisa não vai mais pagar transporte para estudar”.

 

Lílian Guimarães/Asscom PMM

  • Muito importante a continuação dessa cooperação entre GEA/PMM beneficiando setores da vida em sociedade que necessitam do apoio do Estado e do Município em questões sociais, tipo essa na área da educação. Evidente que já se percebe, também, essa união em outros setores(urbanização, saúde, etc.), o que só faz todos apostarmos em dias melhores para a população de nossa Macapá e de nosso Estado. É claro que há divergências entre o Governo de Clécio e Camilo, porém isso não pode obstaculizar tratarmos as demandas públicas com seriedade e maturidade, deixando as brigas e questões pontuais de lado e avançando na construção de políticas públicas de inclusão econômica, social, cultura e educacional. Não se pode fazer tudo, é claro, mas essa maneira de fazer política(PPA e congresso do povo), aproximam mais o povo do centro de decisões, descentralizando os comandos e ações e estimulando a participação do cidadão(a) na vida da cidade e a solução para seus problemas. Homens públicos que tem a visão de futuro e pensam nos trabalhadores, agem assim como o governador Camilo e o prefeito Clécio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *