PF combate esquema de falsificação de diplomas no Amapá

A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (30/7) a Operação Upgrade*, para desarticular associação criminosa voltada à falsificação e venda de diplomas de graduação, no Amapá.
Policiais federais dão cumprimento a dois mandados de prisão temporária e dois
mandados de busca e apreensão na cidade de Macapá/AP.


Durante as investigações, foi possível constatar que os envolvidos, além de
falsificar e comercializar diplomas falsos de graduação, dedicavam-se a prática
de outros ilícitos, como a falsificação de outros tipos de documentos, comércio
ilegal de armas e munições e tráfico de drogas.
As investigações tiveram início após o Conselho Regional de Engenharia e
Agronomia do Amapá (CREA/AP), identificar que uma pessoa havia tentado obter
o registro no Conselho de posse de um diploma falso de arquitetura.
Os investigados responderão, na medida de sua responsabilidade, pelos crimes
de associação criminosa, falsificação documental, receptação qualificada,
comercio ilegal de armas e munições e tráfico de drogas. Se condenados, poderão
cumprir pena de até 40 anos de reclusão.

* O nome da operação diz respeito ao incremento buscado pelas pessoas que se utilizam de Diplomas falsos
para aprimorarem seus currículos e com isso alcançarem oportunidades de emprego melhores.
Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá
[email protected] | www.pf.gov.br
(96) 3213-7500

  • Lembrando que quem ofereceu a denúncia foi o Conselho Regional de Arquitetura e Urbanismo – CAU, e não o CREA.

Deixe uma resposta para Jonathan Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *