Paz no Trânsito

Em meio ao sofrimento de amigos e familiares da família Paz, atropelada no domingo anterior por um menor ao volante que avançou uma preferencial, a Caminhada pela Paz no Trânsito foi um sucesso na manhã de sábado, em Macapá.

Realizada por iniciativa da igreja Ministério Betel, mas protagonizada por várias religiões, lideranças políticas, religiosas e comunitárias, a sociedade se fez presente, pedindo PAZ no trânsito e cuidado pela VIDA.

A adolescente Yuli Lima, uma das vítimas, está em estado muito grave. Sua mãe e irmão continuam internados. E o pai está de alta médica, mas machucado pelo acidente.

E é muito triste ter uma família inteira doente, acidentada. Um doente na família já é difícil, imaginem todos. Imaginem a angústia dessa mãe, impossibilitada de estar ao lado da filha em estado grave.

Que seja mais um exemplo, e definitivo para os pais. Permitir que filhos menores aprendam a dirigir, antes de poderem estudar as regras do trânsito, é permitir que eles possam causar tragédias por aí. E as marcas da tragédia, também ficam naqueles que as causam. Os danos físicos e psicológicos das vítimas, são proporcionais aos danos psicológicos e espirituais dos causadores.

Foto: G1 Amapá
Foto: G1 Amapá

Paz_n-1

PMs João Gomes, Amiel e João de Deus, na caminhada

  • A caminhada foi bela e emocionante, o triste é que enquanto caminhávamos, um jovem cometia outro acidente de trânsito e, segundo informações estava dirigindo sob o efeito do álcool, foi na Av. timbiras, em Porto Grande cedo no sábado também teve outra vítima fatal de acidente de trânsito, mas o que nos deixou mais triste, foi saber da morte cerebral da pequena Iuly. Que Deus dê bastante força a família e conscientização aos nossos condutores e transeuntes no trânsito Tucuju. #PaznoTrânsito algo necessário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *