Para a História

Leia na integra o depoimento do ex-presidente Lula à Policia Federal

Aqui

 

Trechos

Sobre o Triplex

“Quando eu fui a primeira vez, eu disse ao Léo que o prédio era inadequado porque além de ser pequeno, um triplex de 215 metros é um triplex “Minha Casa, Minha Vida”, era pequeno. (…) Eu falei: ‘Léo, é inadequado, para um velho como eu, é inadequado.’ O Léo falou: ‘Eu vou tentar pensar um projeto pra cá.’ Quando a Marisa voltou lá, não tinha sido feito nada ainda. Aí eu falei pra Marisa: ‘Olhe, vou tomar a decisão de não fazer, eu não quero.’ Uma das razões é porque eu cheguei à conclusão que seria inútil pra mim um apartamento na praia, eu só poderia frequentar a praia dia de finados, se tivesse chovendo.”

Sobre o sítio em Atibaia

“Tudo que os companheiros que compraram o sítio fizeram foi tentar garantir que eu tivesse um lugar pra descansar, porque você sabe que eu não tenho. (…) Agora, com a sacanagem da imprensa, eu não tenho nem como ir lá mais, ou seja, que aquilo que era sigiloso, aquilo que era segredo, eu quero saber quem é que vai dar garantia pra minha família.”

MP, Imprensa e PF

“Um cidadão que é membro do Ministério Público, que fica a serviço da Globo, do jornal O Globo, da revista Veja, fazendo insinuações e eu tenho que responder? Ele que diga, ele que prove, no dia que ele provar que o apartamento é meu alguém vai me dar o apartamento, ou o Ministério Público vai me comprar o apartamento ou a Globo me compra o apartamento ou a Veja me compra o apartamento, ou sei lá quem vai me comprar o apartamento. (…) Eu já estou de saco cheio disso, essa é a verdade, estão gravando aqui para ficar registrado. Eu estou de saco cheio de ficar respondendo bobagens.

“Eu acho que eu estou participando do caso mais complicado da história jurídica do Brasil, porque tenho um apartamento que não é meu, eu não paguei, estou querendo receber o dinheiro que eu paguei, um procurador disse que é meu, a revista Veja diz que é meu, a Folha diz que é meu, a Polícia Federal inventa a história do tríplex que foi uma sacanagem homérica.”

E Essa

Delegado : O senhor sabe se o José Fillipi costuma usar um serviço de táxi com o mesmo taxista?

Declarante:­ Serviço de que?

Delegado da Polícia Federal:­ Táxi, táxi…

Declarante:­ Eu não sei, querido.

Declarante:­ Como é que eu vou saber como ele anda?

Declarante:­ Espero que ele tenha carro, que ele dirija.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *