Os encantos da França que vão muito além de Paris

*Helenilson Fonseca. Professor de Francês, viajante e colunista do blog.

 

 

 

 

 

 

 

 

Certa vez o Sidney Magal visitou uma cidadezinha no sul da França perto da Espanha, ele ficou encantado ( quem não ficaria?) e fez a música da cigana Sandra Rosa Madalena .


Saintes-Maries-de-la-Mer, ou Santas Marias do mar, teria sido o porto onde desembarcaram as santas Maria Salomé e Maria Jacobé, acompanhadas de santa Sara, fugidas da Palestina depois da crucificação, em uma barca que navegou sem rumo até chegar ao local. A igreja de Saintes Maries é um monumento imponente que pode ser visto à distância, e foi construída para desempenhar a dupla função de fortaleza de proteção contra os piratas e local de recolhimento espiritual.

Sob o altar encontra-se uma gruta onde fica a imagem de santa Sara, padroeira do povo cigano, e como a igreja servia de proteção à população em situações de perigo também podemos ver um poço de água doce em seu interior. Apesar de ter uma população pequena (cerca de 3 mil habitantes), a cidade é a segunda maior em superfície da França, sendo a vizinha Arles a maior.

Em torno da igreja se organiza o comércio local, com várias lojas de produtos típicos da Provença e da Camargue, principalmente botas de cavalgada e chapéus já que a região é renomada pelos cavalos e cavalgadas promovidas ali. Uma arena onde ainda são realizadas as touradas, uma tradição da Camargue, especialmente em Arles e Saintes-Maries, fica na beira-mar, e na época do 14 de julho a cidade organiza, há cerca de 20 anos, o Encontro de Artes Equestres, com desfiles de cavalos, apresentações de música cigana e corridas flamencas. Ao lado da arena, uma grande estátua de bronze homenageia o touro Vovo, celébre nos anos 50 por sua força, sendo que seu grande feito foi ter pisoteado e mordido o couro cabeludo de um toreador (não gosto de touradas, entendo que é tradição, mas não assisto, e torço pelo touro).

A Camarga é um lugar turístico que você nunca esquece. Praias de água morna, flamingos, religiosidade, comida mediterrânea, o sangue cigano.
Um lugar inigualável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *